"Eu vou repactuar esse adicional de inatividade da Polícia Militar da Paraíba". A garantia foi dada hoje, quinta-feira (04), durante entrevista, pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), A repactuação, segundo ele, será feita após as eleições, por uma questão de justiça.

Ricardo disse que sempre houve diferença entre ativos e inativos e que os governos anteriores, que dizem o contrário, estão faltando com a verdade.

"Eu vou repactuar esse adicional de inatividade, que é específico e vou fazer o descongelamento, porque estava congelado, porque Cássio congelou. Outra coisa, essa diferença entre ativo e inativo que não existia, isso é demagogia. Na gestão dele essa diferença ainda é muito maior do que na minha. Na dele a diferença, em 2006, era superior a 40%., Eu tenho os dados e a caixa beneficente também tem. Mas independentemente disso, essa questão de inatividade que está congelado, eu vou resolver por uma questão de jusitça mesmo, de respeito. Eu não faço demagogia. Ninguém nunca me viu prometendo alguma coisa, seja em função de eleição ou de alguma coisa. Eu não engano ninguém", disse.

Sogre os equipamentos e investimento em inteligência, que vem sendo feito, o governador lembrou que melhorar as condições de trabalho é fundamental para a preservação da vida desses homens.

" Ao melhorar as condições de trabalho da polícia eu estou garantindo também a vida dos policiais", ressaltou.

 

PB Agora

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cidadania em JP confirma adesão de 90% da base pró-candidatura própria, mas condiciona decisão a aval de João

O presidente do Cidadania em João Pessoa, vereador Bruno Farias, revelou que a base do partido deseja participar ativamente das eleições municipais deste ano disputando na majoritária. No entanto, segundo…

Análise: imprensa hostilizada e a força de Cícero Lucena e Ricardo Coutinho a prefeito de JP

É preciso entender que, ao citar determinadas pessoas, siglas partidárias ou todo um cenário hipotético da política interna ou externa, o jornalista não está necessariamente contra ou favorável a “A”…