O ex-governador e atual presidente da Fundação João Mangabeira, Ricardo Coutinho (PSB) em evento nesta terça-feira (19) saiu na defesa da ex-secretária de Administração da Paraíba, Livânia Farias, que pediu exoneração do cargo após ser presa preventivamente na noite do último sábado (16).

Coutinho lembrou que a ex-auxiliar esteve durante 12 anos em cargo do 1º escalão e condenou execração pública.

“Nós já assistimos esse filme no Brasil e o país ficou desse jeito. Nós vimos esse filme de execração pública e prévia. Alguém que exerce cargo público à 12 anos em primeiro escalão. Alguém que tem família e ganha mais do que o governador e procurador que compra uma casa.  Uma pessoa como ela que se coloca á disposição para falar e explicar, direito esse negado, pois o que vale no Brasil de hoje não é a busca pela verdade o que ale é a espetacularização e a destruição do caráter da pessoa”, disse RC sobre o que considera uma condenação previa a prisão de Livânia.

Para o ex-governador a ex-auxiliar saberá no momento oportuno apresentar sua defesa e ser inocentada de todas as acusações.

“O que falo aqui é apenas a demonstração de uma solidariedade”, disse.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ganhador de enquete como o nome a ter o apoio de Cartaxo em 2020, Durval Ferreira mudará de sigla

Ganhador de uma enquete realizada pelo portal PB Agora o vereador licenciado e atual secretário de Ciência e Tecnologia da prefeitura de João Pessoa, Durval Ferreira (PP) que teve o…

“A briga agora vai ser em Brasília” diz Carlão do Cristo ao anunciar que partido recorrerá sobre posse de Helena Holanda

O suplente Carlão do Cristo (PROS), que disputava junto com Helena Holanda e Marcílio do HBE a cadeira deixada por Eduardo Carneiro (PRTB) na Câmara de João Pessoa, anunciou que…