A Paraíba o tempo todo  |

RC fala de audiência com Dilma em Brasília e sentencia: “Não quero ver guerra de municípios!”

 “Vou tratar com ela (Dilma) duas coisas: empréstimo e a questão da seca”, dessa maneira o governador paraibano Ricardo Coutinho (PSB) se posicionou ao ser interpelado pela imprensa durante inspeção a obras nesta segunda, 16, sobre a audiência com a presidente Dilma Rousseff (PT).

Coutinho mostrou-se bastante otimista para que a presidenta atenda as suas reivindicações.

“Estive com ela há dois meses e não temos como continuar dessa forma eu não posso ver a pessoa implorando por água para beber, eu não posso ver Olhodagua brigando com Piancó e Piancó brigando com Olhodagua se vai, não quero ver guerra de município pra cima e pra baixo,a União tem que fazer sua parte, eu to fazendo a minha parte enquanto governador”, desabafou o ‘Mago’.

Segundo o governador, é fundamental que a União faça a sua parte.

“A União não fez ainda sua parte, não tem ajuste fiscal no mundo que justifique esta falta quase que total de recursos para a área contra a seca na área da estiagem, eu quero que as obras que estão que são muitas e eu e a Paraíba agradecemos a ela e esperamos que elas sejam concluídas na área de adutoras e quero o dinheiro emergencial, para que façamos as adutoras emergenciais todas elas com o projeto pronto e que em pouco tempo resolvamos os problemas”, frisou.

O ENCONTRO A presidente da República, Dilma Rousseff (PT), receberá em audiência, na próxima quarta-feira (18), em Brasília, o governador Ricardo Coutinho (PSB) e os gestores de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); do Ceará, Camilo Santana (PT); e do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD). Na pauta da reunião, a transposição do Rio São Francisco e medidas paliativas contra a forte crise hídrica que assola a Região Nordeste já há alguns anos.A reunião ainda está pré-agendada e deve ser confirmada pela assessoria da Presidência da República.

Em reunião de Dilma com os governadores do PSB, em 30 de setembro, o governador Ricardo Coutinho afirmou que a Paraíba necessita de verbas no valor de US$ 375 milhões que estão sendo aguardados através do Bird (Banco Interamericano de Desenvolvimento), para serem investidos em estradas e obras hídricas. Na oportunidade, ele aproveitou para reafirmar o pedido de liberação imediata de recursos no valor de R$ 35 milhões mensais, para ações de grande importância que possam atenuar os efeitos da seca no Estado, a exemplo da execução dos projetos do Canal Acauã/Araçagi, da reconstrução da Barragem de Camará e de sistemas adutores.

 

 

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe