Por pbagora.com.br

Depois de trabalhar para garantir o abastecimento de combustíveis na Paraíba, o Governo do Estado agora trabalha para garantir que não falte gás de cozinha. Para isso ele deteminou que a Polícia Militar, em apoio com Polícia Rodoviária Federal (PRF), passe a escoltar os caminhões que transportam o produto, desde o Porto de Suape, em Pernambuco, até chegar à Paraíba.

Durante reunião realizada na manhã de hoje, em João Pessoa, o governador Ricardo Coutinho anunciou que entraria em contato com o governador Paulo Câmara justamente para viabilizar e garantir o transporte.

O gás de cozinha é um dos produtos que sofre com escassez devido à crise de desabastecimento proporcionada pela greve dos caminhoneiros.

Segundo Gilmara Temóteo, diretora presidente da Companhia Docas da Paraíba, o gás de cozinha deve chegar por via rodoviária até uma empresa privada localizada dentro do Porto de Cabedelo.

“Chega tanto aquele gás que vai ser envasado para os botijões, quanto aquele que vai para os tonéis, que são para outras utilidades”, explicou Gilmara.

Na Paraíba, o estoque de gás de cozinha se encontra zerado.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Esquerda forma frente anti-Bolsonaro que pode virar aliança para 2022 na Paraíba

Quem pensar que os partidos de esquerda estão desarticulados entre si, na Paraíba, está enganado. Há mais de dois meses, sete deles – PT, PSB, Psol, PC do B, UP,…

Vice-prefeito de CG se reúne com ministro da Saúde e reivindica recursos

O vice-prefeito de Campina Grande, Lucas Ribeiro, participou nesta terça-feira (4), de uma reunião com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O encontro aconteceu em Brasília, onde o gestor cumpre…