A vereadora oposicionista Raíssa Lacerda (DEM) admitiu nesta quinta-feira (12) que poderá propor à Câmara Municipal de João Pessoa a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar a legalidade do contrato da prefeitura de João Pessoa com a empresa SP Alimentação LTDa, de São Paulo, vencedora de recente licitação para fornecimento de merenda escolar na Capital.

A SP Alimentação está sendo investigada pelo Ministério Público Estadual em São Paulo que estourou esquemas de fraudes em licitações em 20 municípios paulistas. “É preciso saber porque a prefeitura mantém um contrato com uma empresa cujas referências sinalizam para suspeitas por parte do Ministério Público”, declarou Raíssa.

Em prefeituras no Rio Grande do Sul, o Ministério Público Federal chegou a pedir afastamento de prefeitos em razão de contratos com a SP Alimentação. “A prefeitura tem que dar, ao menos, uma resposta à população porque pretende manter um contrato enquanto todos dizem que há problemas”, declarou.
A Câmara Municipal de João Pessoa inicia as atividades no próximo dia 17. Raíssa declarou que vai discutir a proposta com a bancada de oposição.


PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: em baixa, Cartaxo acende vela para Ricardo e João numa tentativa de continuar “vivo” na política

A história é cíclica ou retilínea? Isto é: ela está imersa na concepção que o ser humano pode agir de forma afetiva para “reproduzir” ações do passado, ou tudo foge…

Opinião: João endurece o pescoço e chama oposição de meia dúzia de malandros

Ao participar de eventos inerentes à sua administração, no Brejo da Paraíba, nesta sexta-feira (13/12) o governador João Azevedo deu o tom em que pretende “dialogar” com as oposições, quando…