A Paraíba o tempo todo  |

Santiago aponta que “extremismo” de Roberto Jefferson justificaria sua prisão

Foto: assessoria
CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Após a prisão do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, na semana passada, cumprindo determinação do ministro Alexandre de Moraes, o deputado federal Wilson Santiago e ex-presidente do PTB da Paraíba, se pronunciou nesta segunda-feira (16) e declarou que a prisão foi uma resposta ao extremismo.

Jefferson teve a prisão mantida após audiência de custódia realizada no último sábado, dia 14.

“Todos nós sabemos do extremismo que o presidente do partido vem tomando ao longo desses anos e quem tem atitude desse tipo não há outro caminho a receber a resposta do que nessa mesma linha”, declarou Santiago.

O parlamentar paraibano ainda disse que não apenas Jefferson, mas qualquer pessoa que ataque a democracia e desta forma traga instabilidade institucional para o Brasil, deve ser punido com os rigores da lei.

“As provocações foram de fato de destruição e ameaças daquilo que confronta diretamente com a própria democracia, então isso não é bom para a democracia, ninguém, não é só ele, qualquer ninguém tomar atitudes que de fato se confronta e leve alguma instabilidade institucional do Brasil” pontuou.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe