Por pbagora.com.br

O Partido dos Trabalhadores participa do governo Maranhão III com um vice-governador. Mas isso não foi sucifiente para que a Executiva estadual permitisse a suas lideranças citarem o governador do PMDB em inserções da legenda para exibição na televisão dentro do tempo reservado ao partido.

Petistas foram impedidos de gravar qualquer fala que fizesse referência ao governo de Maranhão e ao “projeto de reconstrução” da Paraíba em inserções que começam a ser exibidas a partir desta sexta-feira (24). O impedimento teria sido aprovado pela Executiva estadual, com o aval do atual presidente do PT paraibano, Luiz Couto.

E atingiu os deputados Rodrigo Soares e Jeová Campos, que indicaram cargos para o governo Maranhão III.

A regra foi repassada até para o vice-governador Luciano Cartaxo, que, segundo informações, se recusou a cumprí-la. Na inserção de trinta segundos, Cartaxo citou Maranhão e falou em “nosso governo” quando se referiu à administração estadual.

Além dele e dos deputados Rodrigo e Jeová, o PT vai exibir fala de Luiz Couto. O tratamento da direção estadual do PT com o governo Maranhão levou Luciano Cartaxo à Brasília para falar com a direção nacional da legenda. O presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, teria orientado apoio irrestrito ao governo do PMDB na Paraíba.

Por unanimidade, o PT chegou a aprovar resolução de apoio a Maranhão. O deputado Luiz Couto é visto geralmente em visitas com o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) pelo interior do Estado. Nunca com Maranhão.

PB Agora

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Morre vítima da covid-19, Ivanes Lacerda, ex-prefeito interino de Patos

Faleceu na tarde desta segunda-feira (25), o ex-prefeito interino de Patos Ivanes Lacerda, 74 anos. O político não resistiu as complicações causadas pela covid-19. Lacerda estava internado em hospital particular…