A Paraíba o tempo todo  |

PT reafirma oposição ao Governo da PB

 PT reúne instância máxima e reafirma oposição ao Governo do Estado

O diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores reuniu no último sábado (13), em João Pessoa, a instância máxima da legenda na Paraíba. Na ocasião, o partido reafirmou oposição ao atual Governo do Estado, discutiu o atual cenário político local, reforma política, as eleições de 2014, os protestos no país nos últimos dias, como também as eleições internas do partido.

 

Em entrevista à imprensa, o presidente do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, Rodrigo Soares, avaliou o encontro que contou com as principais correntes internas da legenda, a bancada estadual e líderes do partido. “O PT é um partido que surgiu das ruas, em defesa do povo brasileiro e este foi um momento importante onde discutimos as eleições de 2014 e a conjuntura política atual com as mais recentes manifestações que tomaram o país”, disse.

 

Na ocasião, o presidente do PT paraibano reafirmou ainda a oposição do partido ao atual Governo do Estado. “Somos oposição a este governo que aí está, formado pelo PSB, coligado com o DEM e o PSDB, que são nossos adversários. Além disso, entendemos que este projeto que se apresenta na Paraíba não responde aos anseios da sociedade”, disparou. “Este é um governo que não dialoga com os servidores públicos, traz o maior arrocho salarial dos últimos anos ao servidor e distância a Paraíba do desenvolvimento que o Brasil hoje se coloca”, completou.

 

Rodrigo Soares disse ainda que o Partido dos Trabalhadores prepara um novo projeto para a Paraíba, com agenda de reuniões entre a população, lideranças do partido, deputados, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

 

Sobre as eleições da legenda, Soares anunciou uma comissão eleitoral interna que preparará o partido para o pleito. “Esta comissão organizará nossas eleições diretas no mês de novembro, ocasião em que elegeremos nossos dirigentes nacionais, estaduais e municipais”, disse.

 

Reforma Política

 

O Partido dos Trabalhadores está convocando a militância e população brasileira para a coleta de 1,5 milhões de assinaturas em manifesto público cobrando a reforma política no país.

 

A campanha promovida pelo PT está centrada em três eixos: financiamento público exclusivo de campanhas eleitorais, voto em listas fechadas nas eleições proporcionais e paridade entre homens e mulheres nessas listas. A campanha defende também que a reforma deverá ser feita por uma Assembleia Constituinte exclusiva.

 

O prazo para o fim da coleta de assinaturas será fevereiro de 2014.

 

 

Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe