O presidente estadual do PT, Rodrigo Soares deu o prazo de ação imediata, para que os aliados do deputado Luiz Couto (PT) que insistem em parmanecer no governo de Ricardo Coutinho (PSB) entreguem seus cargos imediatamente.

 

Quem insistir e continuar no PT vai sofrer punições, avisou Rodrigo que destacou que desde as eleições da legenda ficou acertado que as determinações do partido teriam que ser acatadas .

 

"A executiva, após a eleição direta, decidiu que vamos avançar na tese do blocão formado pelo PT, PP e PSC para as próximas eleições e a quase 90% da militância acredita que vamos avençar, para isso quem estiver na gestão socialista tem que deixá-la".

 

Rodrigo revelou que ‘a executiva espera que os petistas ligados ao governo deixem suas pastas e escolham se voltar para o PT, com a finalidade de construir uma nova Paraíba’.

 

Indagado sobre possíveis prazos que os filiados teriam para deixar a gestão de Ricardo, Rodrigo foi enfático e salientou que eles devem sair imediatamente.

 

Para Rodrigo, é inaceitável que um filiado do PT seja aliado de um partido que não faz parte da base de aliança de sua presidente e líder maior, se referindo a Dilma Rousseff e Lula da Silva.

 

"Vamos aguardar a decisão dos companheiros. Esperamos que eles escolham o PT que será uma nova força política na Paraíba e não podemos continuar a mercê de outros. Vamos empossar a nova direção, aprofundar o diálogo e criar um projeto para o Estado para isso precisamos respeitar os quase 90% dos votos que representam o contrário da aliança do PT com PSB".

 

 

Os aliados indicados por Couto para o Governo Ricardo Coutinho foram o secretário Marenilson Batista (Agricultura), Carlos Alberto (adjunto da Infraestrutura) e Francisco Linhares (diretor da PBTur). 

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vené parabeniza João pela liderança da PB no Ranking de Competitividade do NE

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) cumprimentou o governador João Azevêdo (PSB) por mais uma conquista da Paraíba, com repercussão nacional. Desta vez a Paraíba conquistou o 11º lugar…

Meta é trabalhar: João diz que ainda não pensou em um possível 2º mandato

Ainda é muito cedo para que o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) possa pensar em uma possível reeleição. Marinheiro de primeira viagem, o gestor exerce o seu primeiro mandato…