Reação imediata dos petistas de Campina Grande ante às declarações do secretário estadual de Organização do PT da Paraíba, Jackson Macedo, para quem o partido deve apoiar com Ricardo Coutinho (PSB) em 2010. O militante Basílio Carneiro, do Grupo de Resistência Petista, disse na manhã de hoje (9) que o partido não se resume a João Pessoa nem ao gabinete de Luiz Couto, presidente estadual do PT.

“O PT é muito mais amplo do que o gabinete de Luiz Couto e não pode se comportar como uma pessoa carente que não resiste a uma cantada de Bira (vereador do PSB da Capital)”, declarou Basílio. Jackson Macedo chegou a declarar que o projeto deve ser fechado com base na intenção de apoiar uma mudança. “E Veneziano também não representa o novo?”, questionou Basílio.

Segundo ele, o PT se esforçou em 2006 para indicar o vice na chapa do senador José Maranhão e agora não tem fato novo que justifique essa atitude. Basílio destacou ainda que é precipitada discussões sobre aliança de 2010. Ele lembrou ainda que quem irá discutir alianças para 2010 serão as novas direções do PT, a serem escolhidas em 2009 no próximo Processo de Eleição Interna do partido.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Novo prefeito de Patos deve ser definido hoje após eleição na Câmara

Considerada uma das mais importantes cidades do Sertão, a prefeitura de Patos, deve saber quem é seu novo gestor nessa sexta-feira (23), após as 18h em eleição marcada para a…

MPF ajuíza ação de improbidade contra prefeito do Sertão

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) ajuizou ação de improbidade contra Aldo Lustosa, prefeito de Imaculada, município localizado no Sertão paraibano; mais oito pessoas (Dineudes Possidônio, Madson Lustosa,…