Por pbagora.com.br

 Nesta sexta-feira, 10 de fevereiro, o Partido dos Trabalhadores completa 37 anos de fundação, e o presidente estadual do PT da Paraíba, Professor Charliton, falou sobre o dia de hoje e das pessoas que ajudaram na construção do partido.

 

“Saúdo toda a nossa militância, como também os dirigentes, parlamentares e governos do PT pelos 37 anos do nosso partido. O PT nasceu das lutas populares, do movimento operário, da luta pela terra, por salários e empregos dignos. O PT foi fundamental para que o Brasil avançasse no processo de redemocratização, na defesa do que acreditávamos ser uma Constituição democrática e cidadã, e avançou quando esteve do governo mudando a vida de milhões de brasileiros e brasileiras que antes não tinham nenhuma oportunidade”, destacou.

 

O Professor Charliton lembrou ainda que, infelizmente, poucos dias atrás o partido, e em especial o ex-presidente Lula, perdeu a companheira Marisa Letícia, “uma mulher guerreira, de muita fibra, que ajudou na construção do PT”: “Mesmo celebrando 37 anos de fundação e de resistência, não podemos esquecer que ontem foi realizada a missa de sétimo dia do falecimento da nossa eterna primeira dama. Todos sabem o que ela suportou. Foram ataques contra a sua família e contra o partido que ajudou a fundar, e como forma de gratidão devemos nos manter firmes e honrar todos os momentos que Dona Marisa Letícia dedicou ao Partido dos Trabalhadores”.

 

Complementando, o presidente estadual do PT da Paraíba lembrou a perseguição que o PT e o ex-presidente Lula continuam sofrendo: “Tentam apagar a história do PT e tudo o que ele fez pelo desenvolvimento do nosso país, mas aqueles que sentiram no dia a dia o que foi o Governo do PT, através do acesso à educação, saúde e emprego, nunca irão esquecer. Sobre Lula, nada é provado, e mesmo assim eles insistem em encontrar algo ilícito que tenha o envolvimento do nosso ex-presidente. A perseguição é clara”.

 

“Saibam que continuaremos aqui, nas ruas e na luta, defendendo os direitos sociais, lutando contra os diversos tipos de preconceito e enfrentando aqueles que acham que são os donos do Brasil”, alertou o Professor Charliton.

 

Redação com Ascom

Notícias relacionadas

Sem máscara, Bolsonaro é barrado em churrasquinho: “pode não”

Em uma de suas saídas pela periferia de Brasília, no último sábado (10/4), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu uma resposta inusitada, em uma barraca que vende partes de…