Por pbagora.com.br

O Diretório Nacional do PSL confirmou nesta terça-feira (3) punição a 18 deputados da sigla ligados ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

As penas vão de advertência até suspensão das atividades partidárias por 12 meses e foram recomendadas pela Executiva Nacional da legenda na semana passada. Nesta terça, o diretório homologou as punições.

Pela decisão do comando do PSL, estão suspensas as atividades partidárias de:

Bibo Nunes: 12 meses
Alê Silva: 12 meses
Bia Kicis: 6 meses
Carla Zambelli: 6 meses
Carlos Jordy: 7 meses
Daniel Silveira: 12 meses
Eduardo Bolsonaro: 12 meses
General Girão: 3 meses
Filipe Barros: 6 meses
Junio Amaral: 3 meses
Luiz Philippe de Órleans e Bragança: 3 meses
Márcio Labre: 6 meses
Sanderson: 10 meses
Vitor Hugo: 7 meses

Outros quatro deputados foram punidos com advertência. São eles:

Aline Sleutjes;
Chris Tonietto;
Hélio Lopes;
Coronel Armando

 

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TRE/PB cogita suspender diplomação presencial de eleitos por conta da Covid

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, Joás de Brito, garantiu, durante entrevista nesta quarta-feira (02), que os juízes eleitorais distribuídos pelo estado terão a liberdade de decidir se…

Projeto prevê acompanhante para pessoas com deficiência internadas com Covid-19

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), aprovou nesta terça-feira (1º) o Projeto de Lei 2.200/2020, de autoria do deputado Wallber Virgolino, que…