O líder do PSDB na Câmara, José Aníbal (SP), disse hoje que entregará amanhã uma representação no Conselho de Ética da Casa contra a deputada Luciana Genro (PSOL- RS). Na representação, ele alegará que Genro quebrou o decoro parlamentar ao fazer falsa denúncia contra a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB).

No mês passado, o PSOL afirmou ter tido acesso a fitas de vídeo e áudio que mostram a prática de caixa dois na campanha do PSDB ao governo gaúcho e o envolvimento direto de Yeda no desvio de dinheiro do Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

As alegações foram apresentadas ontem à tarde, em entrevista coletiva, por dois dirigentes do PSOL, a deputada federal Luciana Genro (RS) e Pedro Ruas, advogado do partido e vereador de Porto Alegre. Os dois teriam visto os vídeos.

Genro (RS) e Pedro Ruas, advogado do partido e vereador de Porto Alegre, disseram que teriam visto os vídeos. Mas não detalharam como tiveram acesso aos vídeos. Afirmaram apenas que o material foi entregue à Justiça Federal pelo ex-coordenador da campanha de Yeda ao governo, o lobista Lair Ferst. A Justiça Federal não confirmou a existência dos vídeos nem da delação premiada de Ferst.

Aníbal diz, na representação, que Genro não apresentou provas até agora para suas denúncias contra Yeda.

 

Folha Online

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

RC convoca bancada da PB e confirma Haddad e Gleisi no ato SOS Transposição

Numa entrevista a uma emissora de rádio do Cariri paraibano, o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), presidente nacional da Fundação João Mangabeira, do Partido Socialista Brasileiro, criticou o abandono…

Ex-vereador de CG tentará carreira política na cidade de Cabedelo em 2020

O ex-vereador de Campina Grande Murilo Galdino (PSB), deverá transferir o seu domicílio eleitoral para a cidade portuária de Cabedelo. Murilo que é irmão do presidente da Assembleia Legislativa, o…