Após não fechar questão sobre a reforma da Previdência na última semana, o PSDB decidiu impôr condições para aprovar o texto. Ainda em fase de fechamento da nota técnica da legenda, com as propostas a serem alteradas, os tucanos já falam em pelo menos três pontos que devem ser considerados.

Um deles trata do benefício integral na aposentadoria por invalidez, independentemente do lugar onde o problema ocorreu. Eles também defendem que os beneficiários possam acumular benefícios como pensão e aposentadoria até o teto do INSS, bem como querem uma regra de transição especial (com pagamento de pedágio) para que os servidores que ingressaram no sistema até 2003 possam ter integralidade e paridade, mesmo reajuste salarial dos ativos, sem ter que cumprir idade mínima de 65 anos para homem e 62 anos para mulher. As informações foram publicadas pelo jornal O Globo desta terça-feira (28).

Pelo discurso do governo, a idade mínima e as regras de transição, bem como a unificação dos sistemas privado e público são pontos dos quais não há concessões. Na última semana, após reunião da Comissão Executiva do PSDB, os tucanos decidiram não fechar questão sobre a determinação do partido quanto a reforma da Previdência. No entanto, apesar de não decidirem, recomendaram aos seus parlamentares que aprovem o texto, com proposta mais enxuta do governo, que será apreciado pela Câmara nos próximos dias.

 

Congresso em Foco

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Estela nega rasteira e prega alinhamento de integrantes da executiva do PSB

A deputada estadual Estela Bezerra (PSB) negou, na manhã desta quinta-feira (14) que tenha havido rasteira para a formação da comissão provisória do PSB na Paraíba. As declarações da parlamentar…

Cabo Gilberto confirma que se for convocado por Bolsonaro disputará PMJP

O presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve anteontem (11) na cidade de Campina Grande, interior da Paraíba, onde participou da entrega do Complexo Aluísio Campos. Ao desembarcar no Aeroporto João…