Após a crise que vem dividindo o PSB na Paraíba, várias lideranças, políticos e até partidos considerados oposição começam a fazer suas avaliações de como deverão se comportar diante de uma possível aproximação do governo do Estado.

De acordo com o ex-senador Cícero Lucena (PSDB), ele avalia como natural as duas alas do PSB, tanto a que apoia o governador João Azevêdo, como a que apoia o ex-governador Ricardo Coutinho, tentarem se fortalecer.

“Eu acho por demais natural os dois lados que agora estão aí nessa circunstância, que cada um procure se reforçar e se reforça ampliando os relacionamentos, as coligações, as alianças possíveis, então eu acredito que essa é uma tendência natural” disse.

Ainda tratando sobre o tema, Cícero disse que entre João e Ricardo, ele acha mais fácil que a sigla fique com João, até pelas “arestas” recentes entre a sigla e Ricardo Coutinho.

“Se você me perguntar o que eu acho, eu acho que o governo do Estado na pessoa de João Azevêdo até por ele estar à frente de um cargo tão importante, com certeza ele terá mais oportunidade de somar do que possivelmente esse outro lado e se me perguntar, se a história valer, o PSDB deve estar mais próximo do governo do estado até pelas arestas recentes que teve com o outro lado” concluiu.

PB Agora

Total
2
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino avalia que governo Bolsonaro e fogo amigo são desafios de João Azevêdo

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Adriano Galdino, fez uma breve análise do primeiro ano de gestão do governador João Azevêdo e destacou os desafios que o chefe…

Análise: Tião Gomes acusa falta de lisura à OS que administrará o Trauma e João deve escutá-lo para evitar uma nova ‘Calvário’

O governador João Azevêdo (sem partido) deve iniciar a semana com um provável problema no que diz respeito à lisura da Irmandade de Santa Casa de Misericórdia de Birigui, do…