O PSB, partido do governador Ricardo Coutinho, foi o que mais recebeu filiações no Estado. Foram 226 novas filiações feitas pelo partido desde abril, o que representa 19,6% dos eleitores que se filiaram aos partidos políticos. O PTdoB foi o segundo em número de filiados, com 109 (9,4%). Depois vem o PMDB, que filiou 75 pessoas (6,5%). As filiações aconteceram no período de 22 de abril a 14 de outubro deste ano. O levantamento foi divulgado ontem pela Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A lista nominal dos filiados será divulgada na segunda-feira (21).

 

De acordo com os dados, 1.153 eleitores da Paraíba se filiaram a partidos políticos. O secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), Leonardo Lívio, explicou que esses filiados correspondem a todos os que protocolaram a filiação de 22 de abril deste ano – quando foi concluído o processamento da última lista de filiados – até o fim do prazo para a entrega das relações, no último dia 14 de outubro. “É bom deixar claro que aqueles que não submeterem a lista dentro do prazo, os seus dados só serão processados em abril do próximo ano”, afirmou.

A lista ainda está em processamento pela Justiça Eleitoral, mas Leonardo Lívio disse que a relação oficial dos novos e antigos filiados aos 29 partidos em atividade no Estado será disponibilizada no Sistema Filiaweb, do TSE, a partir de segunda-feira, quando será finalizado o processamento dos dados protocolados no sistema até o dia 14 de outubro.

A segunda-feira, segundo a Corregedoria Geral Eleitoral do TSE, também marca o início do prazo para resposta nos processos de duplicidade de filiação, que termina em 11 de novembro. A data limite para decisão das situações sub judice é dia 21 de novembro e para registro das decisões no sistema no dia 2 de dezembro. O cancelamento automático das filiações sub judice sem registro de decisão ocorrerá no dia 3 de dezembro.

JP Online

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: Bolsonaro desafia Constituição, ameaça ministros, põe em risco país e mima filhos envolvidos no “gabinete do ódio”

Não há dúvidas. O Brasil vive, hoje, dois problemas de graves proporções. O primeiro está na figura controversa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que, ao contrário de todos os…

Opinião – O coronavírus: o perfeito desastre para o capitalismo do desastre

A atual pandemia do coronavírus representa uma oportunidade única para repensarmos o nosso modo de habitar a Casa Comum, a forma como produzimos, consumimos e nos relacionamos com a natureza.…