Após os vereadores de Conde acataram na manhã desta segunda-feira (17), o pedido para instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades nas licitações de coleta do lixo do município do Conde na gestão da prefeita Márcia Lucena (PSB), o partido divulgou nesta tarde uma nota de repúdio sobre o ato considerado arbitrário.

Confira a seguir o conteúdo da nota:

“O Partido Socialista Brasileiro, através da sua Comissão Executiva Estadual, vem a público externar repúdio ao ato arbitrário protagonizado pelo presidente da Câmara dos Vereadores de Conde, vereador Manga Rosa, que deflagrou processo para instaurar Comissão Parlamentar de Inquérito com pretexto de analisar a licitação do lixo, realizada pela prefeitura da cidade em 2017.

Importante ressaltar que o mandato da prefeita Márcia Lucena foi legitimamente conquistado nas urnas. É de estranhar a ação proposta pelo vereador em pleno ano eleitoral, mesmo depois da Câmara Municipal de Conde ter aprovado as contas da cidade, referentes ao exercício de 2017, em dezembro do ano passado. Contas, que também foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O PSB, por não aceitar esse claro ato de perseguição política contra a prefeita Márcia Lucena, conclama a sociedade a se mobilizar para impedir que essa violação do Estado Democrático de Direito aconteça.”

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: Bolsonaro pratica a “política” da morte enquanto o mundo luta pela vida

Aliados e até mesmo auxiliares próximos de Jair Bolsonaro estão em alerta absoluto com o impacto negativo e catastrófico causado pelo presidente em toda malha social do país. Até mesmo…

PL proíbe corte de água, energia e despejo por falta de pagamento durante pandemia

Visando estimular trabalhadores paraibanos a não saírem de casa e, desta maneira, reduzirem as chances de contraírem o covid-19, o deputado Wilson Filho (PTB) protocolou projeto de lei que determina…