A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de João Pessoa-PB, cobrou a resolução e uma série e de supostas irregularidades envolvendo a atual gestão do Hospital Napoleão Laureano, na capital. As investigações versam sobre uma denúncia anônima encaminhada pela Controladoria Geral da União em que aponta entre as irregularidades ausência de medicamentos, bem como a celebração de contratos com conflitos de interesses.

 

Entre as irregularidades apontadas pelo promotor Alexandre Jorge do Amaral que assina o procedimento administrativo, a por exemplo, o contato de terceirização dos serviços de diagnósticos por imagem celebrado entre s referido hospital com a clínica Azul Arruda Ltda.

 

Por outro lado, o promotor apontou também o relatório de vistoria 79/2019 encaminhado pelo Conselho Regional de Medicina CRM, em que foi constatado a insuficiência de prestação de serviços de saúde, em oncologia por falta de insumos, quimioterápicos, equipamentos danificados, bem como uma levada demanda de pacientes, além de indícios de gestão temerária que culminou na instauração do referido inquérito.

 

Veja o inquérito:

 

""

""

 

 

 

Redação

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano critica descontrole da pandemia em CG e culpa Romero

O senador veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) lamentou na noite desta quarta-feira (28) que Campina Grande tenha ultrapassado a marca dos mil casos confirmados de Covid-19. “Estamos enfrentando um momento…

Efraim Filho se posiciona contra prorrogação de mandatos: “Consequências desastrosas”

“Só vejo uma possibilidade de cancelamento se realmente chegarmos em outubro sem conseguir ter condições de retornar às ruas e ao convívio normal”.A análise é do deputado federal Efraim Filho…