Por pbagora.com.br

 

O deputado estadual Rodrigo Soares (PT) declarou nesta terça-feira (10) que está solidário com o problema vivido pelos trabalhadores e trabalhadoras da praia do Bessa, que correm o risco de perder seus empregos se a decisão de derrubar todas as barracas e bares existentes na área for mesmo cumprida. Ele apelou para o bom-senso de todas as esferas da administração pública, disse que a praia do Bessa tem que ser pensada como área de turismo ecológico e defendeu um projeto que ao invés de derrubá-las, padronize as barracas.

 

“Derrubar os equipamentos instalados nesta praia de João Pessoa é decretar pena de morte contra centenas de famílias que dali sobrevivem. E de quebra é pena de morte para o nosso turismo”, avisou o parlamentar petista, lembrando que estes locais oferecem segurança, espaços para banho e alimentação aos turistas que visitam a região.

 

“O Bessa é hoje uma das principais áreas turísticas da cidade, famosa pela sua comida típica, música de qualidade e preservação da natureza. Acabar com as suas barracas é acabar com tudo isto”, completa.

 

Rodrigo Soares defende assim que toda a sociedade debata a questão, convocando também o Ministério Público Federal, a Gerência do Patrimônio da União, o Poder Judiciário e os governos Estadual e Municipal. “Temos que ir em busca de uma solução definitiva para a região, que leve em consideração sua preservação, mas também considere o futuro dos trabalhadores e dos turistas”, enfatizou.

 

A urbanização pública, segundo Rodrigo, tem que ser discutida de forma conjunta, sem deixar que as diferenças interfiram no debate: “Os bairros do Bessa e de Intermares formam uma baía que deve ser preservada e de forma inteligente tem que ser turisticamente explorada. União, Estado e Município devem unir esforços e apresentar um projeto de urbanização pública que considere todos os atores sociais”.

 

Ele rechaça a ideia de demolição coletiva de todos os equipamentos e lembra que o projeto de preservação das tartarugas marinhas existente no local conta com o apoio irrestrito destes estabelecimentos comerciais. “O Bessa é uma área ecológica em que os trabalhadores e empresários protegem a desova de tartarugas, apoiando o sério trabalho desenvolvido pelo Projeto Guajiru. Isto também que ser levado em consideração antes de tomar uma medida tão drástica”, concluiu.

 

 

 

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cícero propõe novo centro comercial e diálogo com ambulantes e comerciantes informais

No terceiro bloco do debate da TV Cabo Branco, o candidato a prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), apresentou propostas para resolver a questão do comércio informal e dos…

AO VIVO: acompanhe aqui a cobertura especial da Rádio Pop neste 2º turno, em JP

As equipes dos programas Paraíba Agora, F5 e Hora H vão se reunir novamente para realizar a cobertura do segundo turno da eleição de João Pessoa na 89 Rádio Pop,…