A presidente nacional do PTB Mulher, Cristiane Brasil, fez uma saudação especial, no começo desta semana, a todas as mulheres que recentemente se somaram às fileiras do partido, em todo o Pais, e fez questão de destacar a posição da Paraíba, nesse ranking.

 

Ela saudou as mulheres que se filiaram, ao partido, para a disputa das eleições de 2014, para o Senado, a Câmara Federal e as Assembleias Legislativas, e, ainda, as que ingressaram, no PTB, com o fim defenderem as bandeiras históricas de luta da legenda, dando as boas-vindas a todas elas.
Para Cristiane, a chegada, ao partido,de lideranças femininas já consagradas na política brasileira, bem como de mulheres reconhecidas em instituições comunitárias e sociais, e também em outras áreas profissionais, amplia, qualifica, oxigena e melhora o debate na instância partidária, de todos os níveis.

 

“O PTB Mulher está em festa e comemora a filiação destas dezenas de mulheres que se somam ao nosso trabalho. Novas companheiras que chegam ao partido com expectativas e disposição para reforçar nossa luta em defesa das próprias mulheres, dos aposentados, dos trabalhadores, dos jovens e da população brasileira. A mulher (brasileira), por si só, é uma guerreira. A mulher brasileira em especial e as que estão se consagrando petebistas nos dão a honra de nos trazer suas experiências, seus anseios, suas propostas e sabedoria para juntas ‘escrevermos’ uma nova História. A nossa Executiva Nacional e as Executivas dos 27 Estados deste País estão de parabéns, por batalhar e conseguir engajar ainda mais mulheres na política, pois é desta forma que construiremos e alcançaremos a condição de um Brasil igualitário e mais justo pois lugar de mulher, é no PTB", afirmou a presidente nacional do PTB Mulher.

 

Ao destacar a entrada, no partido, de lideranças femininas como a ex-senadora Serys Slhessarenko (MT), e a ex-deputada federal Regina Lino (AC), dentre outras, Cristiane Brasil voltou a lamentar que as mulheres, que somam mais de 51% das eleitoras do país, representem apenas 8% dos deputados federais. Segundo lembra Cristiane, a representação feminina na Câmara está estagnada há uma década, pois em 2002 foram eleitas 42 mulheres, em 2006 somente 46, e em 2010, 45 deputadas. Para a petebista, as mulheres que se candidatarão em 2014 têm o desafio de aumentar sua participação como representantes eleitas pela população.

 

"Atualmente o Congresso possui 46 deputadas federais e oito senadoras, número que representa apenas 9% do total de parlamentares. É um número muito baixo e precisamos de mais engajamento, de trabalho árduo, de apoio dos partidos e da sociedade para que a mulher assuma o papel de protagonismo que lhe cabe, principalmente por sermos nós, as mulheres, o maior contingente de eleitores e a maioria da população. Se somos maioria entre os brasileiros, não podemos ser minoria nos parlamentos. Lugar de mulher também é na política. As nossas novas filiadas, que se somam às mulheres petebistas que já batalham no dia a dia de suas cidades, se somarão com garra a essa luta que faz do PTB um dos partidos em que as mulheres mais têm vez, voz e voto”, disse Cristiane Brasil.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino elege dois requisitos primordiais na definição da nova casa partidária

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB) ratificou, em entrevista, a intenção de deixar os quadros do PSB paraibano assim que for aberta uma janela partidária, mas,…

Lígia dribla debate sobre filiação de João ao PDT: “Vamos respeitar o governador e o PSB”

Apesar do ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) ter aberto as portas do partido para receber uma eventual filiação do governador João Azevêdo (PSB), a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) tem evitado especular…