Por pbagora.com.br

 Em congresso estadual realizado em João Pessoa, os dirigentes nacionais e estaduais do PTB, formalizaram suas posições para as eleições de 2016, como bem a decisão da sigla de se tornar oposição ao Governo Federal.

Durante o evento a presidente do PTB, deputada Cristiane Brasil, defendeu a independência dos filiados em relação ao governo federal, mas espera que brevemente todo o partido faça oposição à gestão petista.

A presidente nacional destacou a “grande e competente liderança jovem” do deputado Wilson Filho e afirmou que a conduta do PTB será de “independência”. “Respeitamos a minoria que acredita que esse governo possa dar alguma resposta a sociedade”, concluiu Cristiane Brasil.

Ela ainda defendeu o lançamento da candidatura própria do PTB nas principais cidades do país.

“Estamos estimulando as militâncias para o nosso projeto de partido que pretende renovar e tem capacidade de fazer uma boa gestão”, finalizou.

Essa última decisão não entanto, não deve afetar o ex-senador Wilson Santiago (PTB) que em 10 de setembro deste ano assumiu o cargo de diretor de relações institucionais do Banco do Brasil – Seguridade (BB Seguridade).

Santiago goza de prestígio no Palácio do Planalto, e deve se manter aliado de Dilma.

O ex-senador e presidente estadual do PTB na Paraíba, Wilson Santiago, garantiu há poucos dias que sua investidura na Diretoria Relações Institucional do Banco do Brasil – Seguridade (BB Seguridade), não tinha sido nenhuma surpresa. “Meu nome estava sendo submetido à apreciação dos conselhos que compõem o Banco do Brasil há cerca de 60 dias”, revelou.

Wilson Santiago, á época se mostrou confiante, em contribuir para a expansão do BB Seguridade e ampliar o canal de diálogo e negociação com empresas privadas e órgãos públicos.

“Estamos cientes da responsabilidade que nos foi conferida e assumimos essa nova missão de modo a contribuir com zelo e ética para o crescimento de toda a parte relativa à seguridade do Banco do Brasil, tal qual temos conduzido nossa trajetória de vida empresarial e política”, completou o ex-senador.

Redação

Notícias relacionadas

Frente formada por PSB, PV, PCdoB, PT e PSOL não faz oposição a João Azevêdo

A frente formada pelos partidos PSB, PV, PCdoB, PT e PSOL, que se uniram contra o facismo e a favor da população para as eleições de 2022 não tem o…

“Terá candidato”, diz Galdino garantindo que João irá se pronunciar sobre eleição presidencial

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Adriano Galdino, afirmou, neste final de semana, que o governador João Azevêdo (Cidadania) não deve ficar em cima do muro,…