O ex-presidente Michel Temer e o ex-ministro de Minas e Energia Wellington Moreira Franco, presos ontem (21), são acusados de receber propina de obras relacionadas à Usina Nuclear Angra 3, no Rio de Janeiro. Quem comentou o caso foi o presidente estadual do PT Jackson Macedo, que disse que tal prisão de Temer já era esperada. “Não nos causa surpresa”, destacou Macedo.

 

“Ele deve responder pelos seus atos, mas também deve ser garantida a ele a ampla defesa, como em todos os casos da Justiça”, disse Jackson Macedo.

 

O petista lembrou que a própria militância da esquerda, na Paraíba, há tempos vem pedindo a prisão do ex-presidente acusado de “golpista” por, supostamente, ter articulado uma manobra que tirou a então presidente Dilma (PT) da Presidência para que ele ascendesse ao poder, e se alinhou ao entendimento da Executiva Nacional de que a prisão deve ser judicial, não política.

 

“Não queremos crer que a prisão dele seja um gesto para encobrir a crise pela qual passa o governo Jair Bolsonaro, nem muito menos uma ação para levantar a Operação Lava Jato”, comentou

 

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: clã Cunha Lima inicia “ensaio” para voltar ao Governo da PB com Pedro

O protagonismo político do clã Cunha Lima na Paraíba foi, de certa forma, sepultado com a amarga derrota do ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) que, no pleito de 2018, em…

“Triste e lamentável”, define Hervázio sobre participação de presidente nacional do PSB no imbróglio da sigla na PB

O impasse interno no PSB da Paraíba, que ainda não foi resolvido, parece ter piorado após a “intervenção” do presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira. Com autoridade para resolver o…