O presidente do PT da Paraíba, Jackson Macêdo, não viu com bons olhos a Medida Provisória editada pelo presidente da República Jair Bolsonaro que permite ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, escolher reitores temporários das universidades federais durante o período de pandemia.

Para Macêdo a decisão de Bolsonaro leva a Educação brasileira de volta à época da ditadura.

“Definitivamente voltamos a ditadura militar” sentenciou.

A MP foi publicada na edição desta quarta-feira (10) do “Diário Oficial da União” (DOU) e já está em vigor. O texto precisa ser aprovado pelo Congresso em até 120 dias para não perder a validade e exclui a necessidade de consulta a professores e estudantes ou a formação de uma lista para escolha dos reitores.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

No páreo: Inácio Falcão mantém pré-candidatura à PMCG pelo PCdoB

Inácio Falcão reúne pré-candidatos e militância e discute ‘Cidades Democráticas’ em plenária do PCdoB O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Campina Grande, Inácio Falcão, participou de uma plenária…

Pedro evita polemizar imbróglio envolvendo Tovar, Ludgério e Bruno

Presidente estadual do PSDB na Paraíba, o deputado federal Pedro Cunha Lima evitou polemizar, durante entrevista nesta sexta-feira (03), o imbróglio envolvendo os deputados Manoel Ludgério (PSD), Tovar Correia Lima…