Por pbagora.com.br

O presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) em Campina Grande, professor Hermano Nepomuceno, não descartou a possibilidade do partido firmar aliança com o Podemos e apoiar a pré candidatura da secretária estadual de Articulação Municipal Ana Cláudia a Prefeitura da cidade.

– Nada nos impede de discutir, mesmo porque o processo eleitoral de Campina Grande é dois turnos. Pode não apoiar no primeiro turno, e no segundo turno, eventualmente, apoiar. No primeiro turno, escolhe o candidato que fecha ideologicamente. No segundo turno, discute pragmaticamente. Vai escolher a alternativa que considera menos prejudicial do ponto de vista ideológico e do ponto de vista administrativo – disse.

Hermano Nepomuceno, enfatizou que o PT integra um fórum constituído por diversos partidos aliados, como o PSB, o PCdoB, o Psol e a Rede.

Hermano lembrou que o partido não descarta apoiar outros nomes como Gustavo Feliciano do PDT, e o deputado estadual Inácio Falcão, do PCdoB. Além do mais, uma corrente do partido defende candidatura própria e como opções, defende nomes como o do  professor Márcio Caniello, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Jairo Oliveira.

No entanto, quando questionado se o partido tem disponibilidade para apoiar os nomes citados pelos aliados, Nepomuceno afirmou que a discussão vai ser feita de forma interna na legenda.
– O PT tem um processo de discussão, de deliberação interna, que chamamos de plenária de delegados, os delegados eleitos pelos filiados se reúnem e deliberam a política eleitoral – pontuou.

SL
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Com tendência crescente, Solidariedade se consolida entre os grandes partidos na PB

O Solidariedade, partido presidido na Paraíba pelo atual prefeito da cidade de Pedras de Fogo, Manoel Junior, vem crescendo e ganhando força no estado ao longo dos anos e nas…

Prefeito de cidade paraibana relata ameaças de morte

O prefeito de Boa Vista, André Gomes, relatou, que está sendo alvo de uma série de difamações, denúncias caluniosas e até mesmo ameaça de morte, através das redes sociais Facebook…