O presidente do diretório municipal do Partido Popular Socialista (PPS) de Campina Grande, Laerte Melo rebateu na amanhã desta quinta-feira (31) as declarações do vereador governista Miguel Rodrigues (PPS) de que teria sido marginalizado. Laerte respondeu o vereador dizendo que o mesmo é da tendência da deputada estadual Gilma Germano que faz oposição a sua ala na sigla e que teria candidatura própria contra a atual chapa.

Segundo Laerte, a deputada Gilma teria lhe ligado afirmando que Miguel Rodrigues comporia uma chapa adversária e que portanto não integraria a sua chapa. “Ela me ligou dizendo que Miguel faria uma chapa de oposição a nós. Só depois quando consegui contato com o vereador ele desmentiu que teria intenção de disputar, mas já era tarde a chapa já estava fechada”, disse.

Melo, destacou que como o vereador representava uma chapa da ala de Gilma e essa o teria perseguido, o parlamentar campinense não poderia estar em duas chapas.

O presidente do diretório revelou ainda que convidou Miguel para assumir a presidência do conselho de ética do partido, mas o mesmo recusou. Ele rebateu também que o partido não esteja abrindo espaço para os filiados. “Sempre estamos abrindo espaços na sigla, tanto que ampliamos de 15 para 17 os integrantes do conselho municipal como de 5 para 7 os integrantes da comissão executiva”, finalizou. A reunião para eleição do novo diretório ocorrerá nesta quinta-feira (31), na ACI.
Entenda o caso – O vereador Miguel Rodrigues (PPS) afirmou que o Partido Popular Socialista o convidou para ser presidente da Comissão de Ética do partido. “Houve muito tempo para me fazerem esse convite, mas não o fizeram. Sinto-me marginalizado nesse momento dentro do PPS. Meu espaço aqui é zero”, reforçou.

PBAgora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Novo prefeito de Patos diz que vai diminuir distância com o legislativo e que não vai ‘abrir caixa preta’ da gestão anterior

O comando da gestão municipal da morada do sol – Patos, Sertão Paraibano – voltou às mãos de um profissional da saúde. Depois do médico Dinaldinho Wanderley (PSDB), que está…

MPF ajuíza ação de improbidade contra prefeito do Sertão

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) ajuizou ação de improbidade contra Aldo Lustosa, prefeito de Imaculada, município localizado no Sertão paraibano; mais oito pessoas (Dineudes Possidônio, Madson Lustosa,…