A Paraíba o tempo todo  |

Prefeitura de Cajazeiras entra na mira do MP por gastar mais de meio milhão com secretários de cargos inexistentes

A Prefeitura de Cajazeiras entrou na mira do Ministério Público da Paraíba (MPPB), após denúncia anônima de que estaria pagando um salário de R$ 3,2 mil a 15 secretários adjuntos cujos cargos não existem oficialmente na gestão municipal.

De acordo com as informações, somente em 2021 cerca de R$ 576 mil foram pagos a esses servidores.

Munido da denúncia, o MPPB realizou uma pesquisa no site oficial do Município de Cajazeiras e não foi localizada “a legislação municipal que cria e regulamenta o cargo de Secretário Adjunto”.

Com isso, a prefeitura tem 15 dias para que, através da Procuradoria-Geral do Município “encaminhe cópia da legislação que regulamenta os cargos de Secretário Adjunto da Cultura e Turismo, Planejamento, Desenvolvimento Rural, Políticas Públicas, Juventude, Esporte e Lazer, Governo e Articulação Política, Controle Social, Fazenda Pública, Administração, Políticas Públicas para as Mulheres, Infraestrutura, Saúde, Desenvolvimento Humano”.

Confira o documento no link:

Cajazeiras

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      14
      Compartilhe