Por pbagora.com.br

A Prefeitura Municipal de Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa, informou sexta-feira (21) que vai solicitar a interdição das obras de drenagem das galerias pluviais da BR-230, nos trechos do quilômetro zero ao quilômetro 2, até a entrada da Rua José Castor da Sena, sob responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit). De acordo com o comunicado, o pedido da Defesa Civil e da Secretaria de Meio Ambiental se baseia em irregularidades na execução da obra, cuja manutenção poderá causar inundações, enxurradas e alagamentos nos bairros adjacentes.

 

Na nota distribuída à imprensa, a Prefeitura Municipal de Cabedelo alegou preocupação com o impactos tanto ambiental como social e econômico, principalmente nos períodos chuvosos, prejudicando toda rede de drenagem do município.

 

Na solicitação, o governo municipal disse que o projeto “não está levando em consideração as contribuições das bacias que desaguam no sistema de drenagem situado às margens da BR-230, a exemplo do ocorrido com a galeria na Rua Isaias da Silva Oliveira, no Jardim Brasília, sem adequação com as nossas conexões e sistema de galerias pluviais já existentes”. O ofício ainda aponta que “a obra não possui licença ambiental e não cumpre o objetivo e características dispostos no manual de drenagem do próprio Dnit”.

 

Posição do Dnit – O supervisor da Unidade Local do Dnit em Santa Rita, Rainer Branco, que é responsável pela execução da obra, disse que havia um engano da Prefeitura ao alegar que não existe projeto para a obra. Disse ainda que, no trecho citado, ainda não está acontecendo nenhuma obra, o que está previsto, talvez, para o final de 2019

 

Redação

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Notícias relacionadas

Viúva de Zé Maranhão reforça afeto com senador Veneziano e família

Por meio das redes sociais do ex-governador e ex-senador José Maranhão, vítima dos efeitos da Covid-19, sua esposa a desembargadora Fátima Bezerra Maranhão, postou um artigo, onde detalha os sentimentos…

Após protesto de músicos, PMJP reafirma importância do cumprimento do decreto

Após protesto realizado por músicos na frente do Centro Administrativo Municipal de João Pessoa, ontem (25), contra os novos decretos estabelecidos pela Prefeitura da Capital e Governo do Estado, a…