A XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios que começar solenemente nesta terça-feira 09, em Brasília será marcada pelo encontro dos municipalistas brasileiros com o novo Governo Federal e Congresso Nacional eleitos para o período 2019/2022. Em entrevista ao portal o prefeito de Boa Vista, André Gomes e o gestor de Bom Jesus, Roberto Bandeira, disseram que os gestores paraibanos lavarão uma pauta contendo 22 matérias que tramitam na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

 

André cita que entre as prioridades dos prefeitos apresentadas na carta está: o Projeto de Lei Complementar 78/2018, em tramitação no Senado, que garante a participação dos municípios no resultado da exploração de petróleo e que garante recursos da ordem de R$ 170 bilhões e R$ 4,6 bilhões para a Paraíba. Para o gestor do Cariri, apesar das responsabilidades fiscais e financeiras só terem aumentando nos últimos anos os recursos se mantêm os mesmos e em muitos casos, chegam a diminuir. “Hoje vivemos no limite. A população não entende e nos cobra e estão certos. O problema é a falta de recursos. A cada dia que passa, os municípios ficam numa situação mais complicada”, afirmou Bandeira.

 

“A Marcha será o espaço para promover o diálogo, unirmos esforços de forma a construir um novo pacto federativo que permita enfrentar com eficiência a necessidade de ofertar para a população brasileira mais e melhores serviços públicos, para garantirmos avanços no desenvolvimento social e econômico de nosso país”, disse Glademir Aroldi Presidente da CNM

 

 

Redação

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eduardo Carneiro defende PL que torna carne de sol de Picuí patrimônio imaterial

O deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) vai recorrer da decisão da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) que considerou o projeto de Lei…

Dra. Paula não consegue licença médica de 121 dias e Jane Panta não assume

A junta médica da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), frustrou os planos da suplente Jane Panta (Progressistas) de assumir a cadeira da deputada titular Dra. Paula (Progressistas) que havia solicitado…