Por pbagora.com.br

A cidade de Sumé, no Cariri paraibano, irá sediar, nesta quarta-feira (23), o 3º Encontro de Prefeitos do Cariri. A partir das 9h, na Câmara Municipal, 31 gestores do território discutirão um direcionamento estratégico de atividades até 2022. O objetivo é implantar ações sustentáveis, no período de sete anos de construção coletiva, com barragens e investimentos na caprinocultura. É o Pacto Novo Cariri, um consórcio modelo para o Brasil atuando na Paraíba.

A socióloga pernambucana Tânia Zapata será a mediadora dos conhecimentos que estão sendo aplicados no Encontro. Ela dará continuidade à construção coletiva, apontando os direcionamentos para a sustentabilidade. De todas as articulações promovidas pelo Sebrae no Estado, o Cariri é um dos maiores territórios e o que mais reúne prefeitos durante as reuniões. O trabalho desta vez será focado nos eixos econômico, social, ambiental e cultural.

Para a gerente do Sebrae em Monteiro, Madalena Arruda, que articulou os encontros no território, a reunião em torno dos problemas do Cariri é sempre bem elaborada. “Esses trabalhos de desenvolvimento representam a retomada do Pacto Novo Cariri, que traz a visão do emponderamento dos atores locais. Os habitantes daqui se juntam com o propósito de encontrar, juntos, os caminhos e alternativas na resolução dos problemas, construindo assim a visão de futuro daquilo que desejamos para o nosso Cariri”, comentou.

O Encontro elabora e organiza as informações recolhidas pelos participantes. Segundo Madalena, as sugestões das ações são discutidas e preparadas para se transformarem em documento de pleito dos atores locais. “São eles que podem, realmente, intervir na região. Queremos uma política construída de baixo para cima, da base. Ao término dessa conclusão apresentaremos à sociedade os resultados desse trabalho”, relatou.

A gerente acredita que esse trabalho coletivo dos prefeitos mostrará a situação atual da localidade. As potencialidades e oportunidades de desenvolvimento da região, os gargalos limites e obstáculos que têm dificultado o desenvolvimento serão amplamente debatidos, conforme Madalena.

Uma das prioridades dos trabalhos do Pacto é estimular a implementação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas (MPEs), de número 123/2006. Dos 223 municípios do Estado, menos de 100 estão com a Lei implementada. Os assuntos mais comentados para o apoio são como orientar e subsidiar a caprinocultura e o que fazer com a água da transposição do Rio São Francisco.

Encontros – O primeiro Encontro no Cariri ocorreu no dia 14 de julho em Campina Grande e 26 prefeitos participaram. O segundo, dia 26 de agosto, ocorreu em Coxixola e contou com 27 representantes das prefeituras. O Pacto foi retomado em abril deste ano e o grupo realizou, na semana seguinte, o Dia D da Caprinocultura, na cidade de Taperoá, de 17 a 19 de julho. Outra realização do projeto foi no dia 24 de julho, na cidade de Gurjão, com o Fórum do Leite.

As ações do Pacto Novo Cariri começaram desde o ano 2000, que obteve sucesso como um consórcio intermunicipal. Foi através do Pacto que o território alcançou a posição de maior produtor de leite de cabra do Brasil. Isso só foi possível através da integração de forças políticas e social. As instituições de ensino e pesquisa desenvolveram melhor a genética caprina e os produtos lácteos ganharam destaque.

 

 

Ascom SEBRAE

Notícias relacionadas

Emenda de Daniella Ribeiro vai beneficiar profissionais do setor de eventos no Pronampe

Pedido de inclusão vai permitir acesso a crédito para quem trabalha na área; PL segue para sanção presidencial Uma emenda apresentada pela senadora Daniella Ribeiro permitirá que profissionais do setor…

MP investiga prefeita de Bayeux por suposta contratação de fantasmas

A prefeita de Bayeux, Luciene de Fofinho (PDT), está sendo investigada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), através da Promotoria de Justiça de Bayeux, por supostamente usar a Secretaria de…