Há quase um mês a frente da Prefeitura de Patos, o vereador licenciado e prefeito interino Ivanes Lacerda (MDB), resolveu tomar novas medidas para organizar as finanças do município e reduzir os gastos com pessoal em R$ 700 mil por mês. Ele baixou o decreto 022/2019, publicado na edição de ontem Diário Oficial do Município, mas com data retroativa a 5 de setembro, suspendendo todas as cessões de servidores municipais.

Segundo o gestor as medidas classificadas como complementares, foram justificadas por Ivanes, para limitar nas despesas com pessoal e secretários, tendo em vista a necessidade de aliviar o déficit financeiro do município, que é de mais de R$ 800 mil, por mês.

De acordo com o decreto, estão suspensas, desde o último dia 5, ficam suspensas as cedências e disposições de servidores municipais integrantes do quadro do Poder Executivo Municipal de Patos, por um prazo de 120 dias, para órgãos Federais, Estaduais ou Municipais, sendo concedidos somente em caráter excepcional, desde que não gere novas nomeações, contratações ou convocações para a municipalidade, ainda que em caráter temporário.

 

Redação

 

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bancada acolhe solicitações de emendas para o LOA 2020 de obras estruturantes na PB

De acordo com o coordenador da bancada da Paraíba no Congresso Nacional, deputado Efraim Filho (DEM/PB), na reunião de ontem (22), o colegiado decidiu por obras estruturantes. “As prioridades de…

Opinião: Eliza estimula suicídio e recrimina discussão sobre violência contra mulher

O cuidado quando se escreve sobre algo ou alguém requer, antes de tudo, certa parcialidade, pois entendo que ser imparcial por completo é algo fantasioso e humanamente impossível de ser…