Por pbagora.com.br

Uma 'canetada' só e o prefeito Kiko Monteiro (PDT), de Caaporã, no Litoral Sul da Paraíba, exonerou todos os funcionários de cargos comissionados e prestadores de serviços da Prefeitura Municipal. A decisão foi publicada no Diário Oficial dos Municípios.

De acordo com a publicação, a diminuição das receitas seria o real motivo da decisão que resultou na exoneração. "O grave problema desta edilidade para com o pagamento de sua folha de pessoal, bem como, a organização financeira que se impõe para que se honre os compromissos pretéritos com o próprio corpo de funcionários deste município”, diz o texto.

De acordo com a prefeitura do município e com base no Sagres Online do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Caaporã registrou no mês de agosto 5,09 milhões de Receita, no entanto, as despesas ultrapassaram o valor de R$ 6 milhões.

Na determinação, o prefeito Kiko Monteiro solicitou que servidores que estiverem trabalhando em outros órgãos retornem para a administração municipal e revogou gratificações dos funcionários e concessões de horas ou serviços extras.

Os pagamentos das despesas empenhadas até 9 de novembro também foram suspensos “até que seja realizada revisão em todos os contratos firmados pelo município de Caaporã até esta data”.

 

PB Agora

 

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Notícias relacionadas

2021: governo gasta 12 vezes menos com pandemia nos primeiros 100 dias

O gasto do Poder Executivo no combate à pandemia de coronavírus nos 100 primeiros dias deste ano é 12 vezes menor do que a média de 2020. Até o último…

Em 20 dias de mandato, Léo Gadelha já apresentou 16 proposituras na Câmara

O deputado federal Leonardo Gadelha, do PSC, tomou posse no mandato na Câmara em 31 de março  e em apenas 20 dias de mandato já protocolou 16 propostas legislativas. A…