Há pouco mais de um mês, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) deu início a uma série de viagens de sua pré-campanha à Presidência da República em cidades do Nordeste. Nesta quinta e sexta-feira (22), Bolsonaro visita as cidades de Campina Grande e Patos, na Paraíba. O parlamentar vai participar do São João nos dois municípios.

Até o fim de junho, o deputado federal deverá visitar sei s dos nove estados da região. Não é coincidência.

Foi no Nordeste que Bolsonaro teve seu pior desempenho em todos os cenários da última pesquisa Datafolha, divulgada na semana passada. Na região, o deputado teve também seu maior índice de rejeição: 41% dos nordestinos entrevistados pelo instituto disseram que não votariam nele “de jeito nenhum”.

No Nordeste, o deputado federal tem que enfrentar sombra do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso desde abril, mas segue como pré-candidato do PT ao Palácio do Planalto. Reduto historicamente lulista, a região conferiu os resultados mais favoráveis ao petista na pesquisa.

A margem de erro do estudo, que ouviu 2.824 eleitores de 174 municípios do país nos dias 6 e 7 desse mês, é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Números do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) revelam a importância da região. Com 26,5% dos 146,6 milhões de eleitores brasileiros, trata-se da segunda maior em número de eleitores, segundo os dados mais recentes disponíveis, de abril. Já o Sudeste concentra 43,6% do eleitorado nacional.

Segundo aliados de Bolsonaro ouvidos pela reportagem, a investida do presidenciável no Nordeste neste momento da pré-campanha se deve tanto à necessidade de promover seu nome na região quanto ao período de festas juninas.

Como tem feito nos últimos anos e intensificado desde o ano passado, Bolsonaro aproveitou as viagens já realizadas a Natal, Salvador, Aracaju e São Luís para demonstrar sua popularidade ao ser recebido por pequenas multidões nos aeroportos das capitais. Fotos e vídeos com as imagens logo se espalham pelas redes sociais.

As viagens de Bolsonaro

Maio
17 – Natal (RN)
24 – Salvador (BA)

Junho
7 – Aracaju (SE)
14 – São Luís (MA)
21 e 22 – Campina Grande e Patos (PB)
28 e 29 – Fortaleza (CE)

Com viagens já agendadas à Paraíba, onde participará do “Maior São João do Mundo”, em Campina Grande, e ao Ceará, ele também deve ir em julho, provavelmente após a Copa do Mundo, a Pernambuco e Alagoas. Único nordestino ausente na lista, o Piauí já foi visitado por ele no ano passado.

Nesse período, Bolsonaro abriu duas exceções à jornada nordestina, para participar de atos religiosos na mesma semana. No dia 29 do mês passado, foi a Belo Horizonte para prestigiar um culto na Igreja Batista Getsêmani. Dois dias depois, esteve em São Paulo por conta da Marcha para Jesus.

O que apontou o Datafolha

Quando a resposta dos entrevistados é espontânea, Bolsonaro lidera nacionalmente com 12% das intenções de voto, mas tem 6% no Nordeste. O índice é três vezes maior no Centro-Oeste (18%), por exemplo. Já no Sudeste, que concentra quase 44% do eleitorado brasileiro, ele aparece com 13%.

Ainda de acordo com o levantamento espontâneo, ele sofreria a única derrota regional justamente no Nordeste, onde Lula tem 21%.

Uol

Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Meta é trabalhar: João diz que ainda não pensou em um possível 2º mandato

Ainda é muito cedo para que o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) possa pensar em uma possível reeleição. Marinheiro de primeira viagem, o gestor exerce o seu primeiro mandato…

Jackson Macêdo é reeleito presidente estadual do PT da PB

A etapa estadual do 7º Congresso Nacional do PT – Lula Livre, definiu novas diretrizes as lutas políticas do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT/PB). O encontro aconteceu neste sábado…