O Partido Popular Socialista (PPS) está realizando seus congressos
municipais em várias cidades paraibanas desde ontem, dia 28, até a próxima
quinta-feira, 31, culminando com a escolha da nova direção em cidades como
João Pessoa e Campina Grande. A informação é do vice-prefeito da Capital e
membro da Comissão Organizadora Estadual do partido, Nonato Bandeira.

“Nós estamos cumprindo a determinação da Executiva Nacional do PPS que
aprovou os congressos municipais e estadual para pôr fim ao impasse que se
estabeleceu dentro da legenda, diante das divergências entre dois grupos
antagônicos. Os filiados vão decidir os rumos do partido de forma
democrática a partir dos municípios legalmente constituídos antes da
decisão da direção nacional”, disse Nonato Bandeira.

Os diretórios de João Pessoa e Campina serão compostos de 21 membros e suas
Executivas de sete integrantes. Os demais municípios do interior guardarão
a mesma proporção de trinta por cento de membros da Executiva, em relação
ao número de integrantes de seus Diretórios. Existe, ainda, um número
mínimo de filiados ativos do partido como quorum exigido, de acordo com o
eleitorado de cada cidade.

Todos os filiados até o dia 22 de setembro e quites com suas obrigações com
o partido até 2 de outubro deste ano nos respectivos municípios legalizados
terão direito a voto nos congressos municipais. Nonato Bandeira informou,
ainda, que além de escolher as novas direções municipais, os filados
elegerão, também, os delegados que terão direito a voto no Congresso
Estadual do PPS marcado, a princípio, para o dia 8 de novembro, aguardando
apenas uma oficialização do presidente estadual da Comissão organizadora e
tesoureiro do PPS, Régis Cavalcanti.

 

Ascom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Dois extremos: vereador da Capital pode trocar PCdoB por PSL

Eleito pelo Partido Comunista Brasileiro nas eleições de 2016 para um mandato de quatro anos como vereador de João Pessoa, o secretário do Procon de João Pessoa, Helton Renê, pode…

“Não aceito essa intervenção no PSB”, dispara João Azevêdo

“Não aceito essa intervenção. Não aceito o presidente dissolver o diretório e depois ligar para mim para uma conversa”. A declaração foi dada nesta segunda-feira (19) pelo governador João Azevêdo…