Por pbagora.com.br

DIA D: com a presença de Gilma e ausência de Nonato, executiva nacional do PPS decide nesta terça se haverá intervenção no diretório da Paraíba

Acontece hoje, terça-feira (10), em Brasília, uma reunião da executiva nacional do PPS para decidir sobre a necessidade de uma intervenção no diretório do partido na Paraíba. A atual presidente da legenda, Gilma Germano já está em solo brasiliense e aguarda com expectativa o resultado do encontro.

“Continuo na luta para que a intervenção no nosso diretório estadual não aconteça! Que a direção do PPS seja eleita pelos votos dos filiados, como fui! Não pode ser diferente, por respeito à democracia”, informou a deputada

Ela acrescentou: “Uma intervenção é uma indecência! Que fale mais alto ao PPS suas memórias de resistência ao autoritarismo, sua defesa da democracia”.
Enquanto a reunião contará com a presença da deputada Gilma Germano, ao mesmo tempo contará com a ausência do vice-prefeito de João Pessoa Nonato Bandeira (PPS), principal favorecido com a mudança no comando da legenda, já que ficaria responsável pela direção provisória da legenda.

“Essa é uma reunião do PPS, eu não sou da Executiva. Eles fazem encontros semanais, e na pauta não existe apenas a situação da Paraíba, mas do país inteiro que precisa de reestruturação”.

Na última semana, um integrante da comissão eleitoral nacional, Wober Lopes, disse que a legenda havia decidido por unanimidade dissolver o atual diretório estadual, que tem à frente a deputada estadual Gilma Germano. O novo presidente da comissão provisória do PPS seria então o vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira.

O presidente nacional da legenda, Roberto Freire, negou a decisão, que deve ser tomada apenas hoje. Nonato Bandeira disse que já começou o processo de reestruturação do partido na Paraíba.

“A comissão eleitoral decidiu pela dissolução do diretório porque em cada Estado, segundo o Estatuto, o PPS tem que estar em 20% dos municípios. Mas na Paraíba, o partido só está em 28 cidades”, explicou o vice-prefeito.

Ele disse que já está entrando em contato com os filiados. “Estamos levantando a real situação dos filiados e a vigência das comissões provisórias. Além disso, temos conversado com lideranças para filiá-los e tentando montar a chapa para deputados”.

 

Segundo o vice-prefeito, o momento não é o de discutir alianças. “A ordem da Executiva é fortalecer o partido e filiar o maior número de pessoas. Alianças e posicionamentos serão definidos em 2014. Um dos problemas vistos pela Executiva é que a atual direção já estava apoiando a reeleição do governador, antes da reestruturação”.

Ele destacou: “Não sou o presidente do partido, mas da comissão provisória. Haverá o processo eleitoral que será decidido pelos filiados. O PPS vai organizar os congressos estadual e nos municípios com regras dentro da legalidade”.

 

DESDOBRAMENTOS

 

O presidente municipal do PPS em João Pessoa, Fábio Carneiro, juntamente com os prefeitos de Solânea, Beto Brasil e Bananeiras Douglas Lucena e ainda o vice prefeito de Areia, André Perazzo engrossam a torcida para que o comando do partido permaneça nas mãos da deputada Gilma Germano.


Màrcia Dias

PB Agora

Notícias relacionadas

Lei foca na prevenção ao desaparecimento de crianças na Paraíba

Pais e filhos paraibanos vão ter atenção especial com a instituição de uma Campanha de Prevenção ao Desaparecimento de Crianças na Paraíba. É o que determina a Lei 11.881/2021, do…

“É muito cedo”, diz Efraim Filho sbre apoio do DEM a Bolsonaro

Ainda que o presidente do partido, ACM Neto, já tenha descartado qualquer chance de apoio, com direito a cogitar lançar candidatura própria do partido e a conversas com João Dória…