Por pbagora.com.br
 
 

 O governo concluiu levantamento de todas as votações que ocorreram na Câmara e no Senado no 1º semestre, mapeando como vêm se comportando os nove partidos que integraram a chapa à reeleição da presidente Dilma: PT, PMDB, PCdoB, PDT, PP, PSD, PR, PRB e PROS. O resultado mostra um alto índice de infidelidade dos aliados. O Planalto se surpreendeu com duas situações o alto índice de infidelidade do PP e do PDT respectivamente os 1° e o 2° na lista dos que mais traíram o governo.

Os deputados progressistas são os que menos votaram a favor do governo, traindo em 56,53% dos casos. No pacote do ajuste fiscal e depois de intensas negociações de cargos entre o Executivo e aliados, o índice é menos pior, 55,64%, mas ainda assim considerado um desastre por integrantes do governo. Na Câmara e no Senado, o PDT é o 2º menos fiel. Dilma é egressa do partido, que tem um ministro, Manoel Dias (Trabalho).

O governo passará a usar o levantamento para “balizar” a relação com os aliados. “A partir desses índices, vamos conversar com os deputados e dirigentes dos partidos porque é preciso elevar, muito, em alguns casos, as médias de apoio ao governo”, disse uma fonte.

Redação

 
 
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano critica fechamento de agências do BB e destaca prejuízos para a população em plena pandemia

O senador Veneziano Vital do Rego (MDB-PB) criticou o anúncio feito pelo Governo Federal, por meio do Banco do Brasil, na última segunda-feira (11/01), informando ao mercado que a instituição…

Efraim Filho destina quase R$1 milhão para construção de matadouro na PB

O prefeito de São Bento, Jarques Lúcio da Silva II, assinou, Na última quarta-feira (13), um contrato de repasse com a Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de R$ 995.000,00…