Em meio a polêmico de uma proposta que derruba a obrigatoriedade do texto bíblico ser lido no início das sessões na Assembleia Legislativa da Paraíba, a deputada Estela Bezerra (PSB) reagiu ao que classificou de tentativa de manipulação da informação e explicou que, em nenhum momento, propôs a extinção da leitura, mas sim que textos de outras religiões também tivesse espaço no Casa de Epitácio Pessoa.

Isso porque, justificou ela, o Brasil é um país laico, com várias religiões sendo adotadas, e o projeto visa apenas dar espaço a quem não é católico. A parlamentar esclareceu ainda que é católica, cristã, mas nem por isso iria ser contra os evangélicos ou espíritas, ou as contra as religiões de matriz africanas.

“Na verdade houve uma confusão. Fizeram uma manipulação da informação. Nós temos hoje a leitura da Bíblia que eu professo, porque sou católica e cristã, porém a minha religião não é a única praticada por meu país. Eu respeito muito os evangélicos, os espíritas, os cardecistas, as religiões de matriz africana, então essa Casa, é a Casa da democracia. Tem gente que é intolerante, tem gente que é fundamentalista, e eu não. Sou católica, sou cristã, mas quero que todas as religiões sejam reverenciadas nesta Casa. A Assembleia é a Casa do povo que tem o seu direito de requerer a sua religião. O texto Bíblico vai permanecer, os outros vão apenas se acoplar’, esclareceu.

Nessa semana as vereadoras Eliza Virgínia (PP) e Raíssa Lacerda (PSD) usaram a tribuna na Câmara Municipal da cidade para rechaçar a proposta da socialista. Segundo Eliza, na hora de pedir votos, da campanha eleitoral, Estela sabe ‘colocar a Bílblica debaixo do suvaco, mas agora tenta tirar a obrigatoriedade da leitura do texto bíblico’.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

(VÍDEO) Cabo Gilberto passa vexame ao tentar ser lembrado por Bolsonaro

O deputado estadual paraibano Cabo Gilberto (PSL) esteve em um evento em Brasília nessa terça-feira (19) com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em comemoração ao Dia da Bandeira e passou…

Galdino elege dois requisitos primordiais na definição da nova casa partidária

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB) ratificou, em entrevista, a intenção de deixar os quadros do PSB paraibano assim que for aberta uma janela partidária, mas,…