Temer faz esforço para evitar que peemedebistas se aproximem do PSDB

Principais partidos da coalizão da presidente Dilma Rousseff, PT e PMDB travam disputa para tentar obter melhor colocação nas alianças aos governos dos Estados em 2014. Parte do PMDB do vice-presidente Michel Temer pressiona o PT a romper o cronograma que vinha traçando e apoiar seus candidatos em algumas disputas. Os principais locais de conflito são Rio de Janeiro, Ceará e Maranhão. A Paraíba segundo a cúpula peemedebista, está entre os Estados que vão apoiar à reeleição da presidente Dilma, mas exigem que o PT faça concessões.

Segundo alguns colunistas políticos, o vice Michel Temmer tem dito que pretende tentar resolver caso a caso as divergências entre seu partido e o PT, e não endossar “rebelião” peemedebista contra o Planalto.

Para isso, Michel Temer acabou desmarcando reunião com a cúpula peemedebista na noite da última quarta-feira, após começarem a circular rumores de que um grupo pediria formalmente a realização de pré-convenção do partido no início do ano que vem como forma de pressionar o governo.

Há, no entanto, pelo menos quatro estados em que os diretórios do PMDB têm como meta apoiar a presidente Dilma, mas exigem que o PT faça concessões: Rio, Ceará, Maranhão e Paraíba.

E, por terem muitos delegados na convenção do partido, eles têm a capacidade de levar a aliança ao naufrágio. Outros três estados que também detêm enorme força na convenção do partido – Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina – encontram-se hoje divididos.
O objetivo dessa manobra seria lançar a ameaça considerada nos bastidores pouco provável por integrantes do próprio grupo que se diz insatisfeito de que a convenção de junho de 2014, que definirá a posição oficial do partido, pode não aprovar o apoio à reeleição de Dilma.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Dois extremos: vereador da Capital pode trocar PCdoB por PSL

Eleito pelo Partido Comunista Brasileiro nas eleições de 2016 para um mandato de quatro anos como vereador de João Pessoa, o secretário do Procon de João Pessoa, Helton Renê, pode…

Opinião: RC vê conotação política em escritório arrombado. Acha que há mandantes

Em resposta a questionamentos da coluna, o presidente da Fundação João Mangabeira e ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), disse, na madrugada deste domingo (18), não ter dúvidas de que…