A cúpula do PMDB reagiu contra as declarações do senador do partido Jarbas Vasconcelos (PE) à revista Veja, em que afirma que o PMDB é ‘um partido sem bandeiras, sem propostas, sem norte’ e boa parte dos filiados ‘quer mesmo é corrupção’. A legenda deve se reunir nesta segunda-feira para decidir se pune ou não o senador. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) antecipou que defenderá a saída do senador do partido. O líder do partido na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), também questionou a presença de Jarbas na sigla, mesmo sem pedir diretamente sua saída. – É uma incoerência: ele fala tudo isso e fica no partido? Não dá para entender – afirmou, de acordo com o jornal.

Alves lembrou que o seu partido só chegou ao comando da Câmara e do Senado por ter apoio de outras legendas e ressaltou que o PMDB elegeu um grande número de prefeitos em 2008 e passou a controlar 1.313 prefeituras.

 

 

 

JB OnLIne

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Se João não tivesse talento não estaria onde está” ressalta Hervázio

Nesta segunda-feira (16), o deputado estadual e secretário de Esportes da Paraíba, Hervázio Bezerra (PSB) ressaltou que o governador João Azevêdo (PSB) tem talentos para estar no posto que alcançou…

Análise: RC peca ao agredir pares e comete “suicídio” político

As variantes são interessantes e diversas, é claro! Elas se desviam dos padrões, teorias e premissas acadêmicas. Um bom português e argumentações “lógicas” não condizem com a realidade absoluta. A…