O trabalho dos vereadores de Campina Grande que participavam de uma sessão extraordinária nesta segunda-feira (30), foi interrompido após manifestantes contrários ao projeto de alteração nas alíquotas previdenciárias recolhidas pelo Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais (Ipsem) invadirem o plenário.

Os manifestantes estavam com faixas e cartazes e reclamavam do reajuste da contribuição que passará de 11% para 14%.

Por conta da manifestação a Polícia Militar foi acionada para fazer a segurança do local.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bolsonaro lidera intenção de voto para 2022 seguido por Lula, diz CNT/MDA

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) lidera a intenção de voto para corrida presidencial de 2022, segundo pesquisa da CNT (Confederação Nacional do Transporte), encomendada ao instituto MDA. Ele, que tem 29,1% das…

Vice-prefeito de CG defende nome do neto para disputar PMCG

A corrida sucessória já tem movimentado a política campinense. O vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro (PP), defendeu o nome de seu neto Lucas Ribeiro, na cabeça da chapa majoritária,…