A Paraíba o tempo todo  |

Pleito de Vené, equipamento de R$ 1 milhão garantiu voos entre Patos e Recife

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Um pleito conquistado pelo Vice-Presidente do Senado Federal, com valor superior a R$ 1 milhão, garantiu a operação de voos comerciais no Aeroporto de Patos, a partir deste domingo (08). Trata-se de um veículo contra incêndio, no valor exato de 1.092.220,00, fruto de uma conquista do mandato do senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) junto ao antigo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, hoje Ministério da Infraestrutura.

Ainda durante o exercício do mandato de deputado federal pela Paraíba, Veneziano havia solicitado a aquisição e destinação do equipamento, sem o qual o aeroporto ficava de Patos impossibilitado de operar voos comerciais. Na época, com a intermediação de Veneziano, o ministério garantiu a liberação dos recursos e a consequente aquisição do veículo.

Segundo Veneziano, o Carro Contra Incêndio de Aeródromo – CCI, é um componente essencial para que o Aeroporto de Patos pudesse ter o nível de proteção adequada para operar a aviação regular de passageiros, nos termos da norma em vigor da ANAC, que estabelece critérios regulatórios quanto à implantação, operação e manutenção do Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio em Aeródromos Civis (SESCINC).

“Esse equipamento (CCI) contribui para o desenvolvimento na infraestrutura aeroportuária na aviação regional, melhorando a qualidade da gestão e garantindo um alto padrão de serviço para a população patoense” disse Veneziano.

O Aeroporto de Patos vive um novo e esperado momento a partir deste domingo, com a operação de seu primeiro voo comercial, através da Azul Linhas Aéreas, entre Patos e Recife, interligando a “Morada do Sol”, na Paraíba, a todo o país, através das conexões oferecidas pela companhia no Aeroporto Internacional dos Guararapes, na capital pernambucana.

Da Redação com Assessoria

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe