Por pbagora.com.br

O vereador Lucas de Brito (PV) vai reapresentar, na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), um Projeto de Lei, de sua autoria, que dispõe sobre medidas de prevenção e combate ao abuso e ao assédio sexual de mulheres nos meios de transporte coletivo do município. Lucas citou uma pesquisa divulgada por um Jornal da Capital mostrando que 53,57% das mulheres entrevistadas declararam já terem sido assediadas na parada e/ou dentro do ônibus.

A pesquisa foi realizada entre os dias 11 e 14 de março deste ano, com 107 usuários do sistema de transporte público, e conduzida pelas organizações Minha Jampa e Engajamundo (Núcleo Paraíba). “Os número foram divulgados na quarta-feira (24) e assustam. Outro dado preocupante é que nenhuma mulher se sentiu encorajada a procurar as Delegacias de Polícia, o que mostra a falta de credibilidade em relação ao aparato da Segurança Pública da Paraíba”, salienta o parlamentar.

Lucas de Brito lembra que o PL apresentado em 2016 previa a punição para os agressores e campanhas receber denúncias, mas foi arquivado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) sem ter sido analisado em Plenário. “Queremos crer que, se já estive em vigor, esses números seriam menores, assim, estamos reapresentando o projeto para que haja uma campanha permanente com foco na diminuição dessa violência e mais segurança para a mulheres usuárias do transporte coletivo da Capital”. 

Ainda segundo a pesquisa publicada pelo Jornal, 76,67% das mulheres disseram ter sido assediadas dentro dos ônibus e 93,33% confirmaram que os usuários do transporte público eram os assediadores. A lei de importunação sexual, que tipifica o crime de assédio contra mulher em qualquer lugar, foi sancionada em setembro de 2018, pelo então presidente Michel Temer.

“A Câmara Municipal de João Pessoa precisa reagir e legislar sobre a matéria, contribuindo para a prevenção do assédio, que é um crime”, finalizou Lucas de Brito. A mulher que se sentir vítima de assédio precisa denunciar através dos números 190 e 197, ou recorrer a uma Delegacia para fazer o boletim de ocorrência.

PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Cícero diz que não recebeu planejamento ou identificação de áreas alagadas de JP

Durante entrevista à Rádio Arapuan FM, o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas) detalhou a força-tarefa que está sendo realizada por secretarias para dirimir os efeitos das fortes chuvas…

Após protesto de músicos, PMJP reafirma importância do cumprimento do decreto

Após protesto realizado por músicos na frente do Centro Administrativo Municipal de João Pessoa, ontem (25), contra os novos decretos estabelecidos pela Prefeitura da Capital e Governo do Estado, a…