PL que obriga prefeito e vereadores usarem o SUS é tachado de demagógico e eleitoreiro

O projeto proposto pelo vereador Raoni Mendes (PDT) que visa cancelar os planos de saúde de todos os parlamentares para obrigar os políticos com mandato a utilizarem o Sistema Único de Saúde (SUS) virou polêmica, na sessão desta quinta-feira (10), inclusive com a acusação de que a proposta teria fins eleitoreiros, visando às eleições estaduais de 2014.

Segundo o vereador Luís Flávio (PSDB), que é médico, o projeto de Raoni Mendes é demagógico e eleitoreiro e tem por objetivo apenas projetar o nome do parlamentar como candidato a deputado estadual. Ainda conforme Flávio, Raoni quer usar a proposta para sensibilizar o eleitorado a favor dele e provocar a sociedade contra os demais políticos.

“Essa proposta é demagógica e eleitoreira e visa apenas impulsionar a candidatura do autor à deputado estadual o ano que vem, o livre arbítrio existe e ninguém pode ser obrigado a nada”, detonou Flávio.

Em aparte, Lucas de Brito (DEM) fez uma provocação ao colega: "A proposta de Raoni é vanguardista, como a de Ruy Carneiro foi em relação ao 14º e 15º salários. Ruy deu o exemplo mesmo antes de votarem a matéria. Se o vereador defende com sinceridade essa proposta, ele deveria também dar o exemplo, inclusive se ele for deputado estadual deverá apresentar o projeto também no legislativo estadual caso seja eleito".

Chico do Sindicato endossou o protesto contra o projeto: "Eu pago quase R$ 600 de plano de saúde. Desafio qualquer vereador a procurar o SUS. Não tem um que vá. Esse tipo de projeto não seria nem para ser apresentado aqui na Câmara"

A vereadora Raíssa Lacerda tachou o projetou de inoportuno, já que os parlaentares poderiam estar tirando a vaga de quem não pode pagar por um plano de saúde. "Esse projeto é totalmente inoportuno".

Já segundo Raoni Mendes, a proposta visa melhorar a qualidade dos serviços de saúde oferecidos à população de João Pessoa. “É indiscutível que houve avanço na política municipal de saúde e isso é fruto de um trabalho que foi realizado ao longo de anos na Capital, porém, é claro que ela ainda não atende às necessidades da população”, disse o parlamentar.

Para o vereador, se os representantes do povo, que são os responsáveis por oferecer esses serviços à população, valerem-se desses mesmos serviços, será indiscutível o aumento do investimento e a preocupação com a qualidade no SUS. “Não há legitimidade quando falamos que a saúde está bem para a população, mas utilizamos planos privados de saúde”, complementou.
 

 

Márcia Dias, com informações de Ytalo Kubitschek


PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF pede a ministro paraibano no TCU para abrir dois processos para apurar peripécias dos Bolsonaro

O jornal O Globo de ontem (18), trouxe que chegaram ao gabinete do ministro paraibano no Tribunal de Contas da União (TCU) Vital do Rêgo dois problemas em potencial para…

Site do PSDB nacional é hackeado; página inicial tem a foto de Lula e Dilma

Quem tentou entrar no site oficial do PSDB nacional na noite deste domingo (18/8) encontrou um aviso de “em manutenção”. Isso porque, mais cedo, alguém invadiu o portal e publicou…