Por pbagora.com.br

Um grupo de mulheres se organiza para passar o Réveillon em frente à sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso. A festa está sendo organizada por Bete Silvério, secretária municipal de mulheres do PT de São Paulo. O objetivo seria minimizar a solidão do político. “Lula não pode ficar sozinho naquela masmorra e numa data tão importante”, disse Bete ao site do Partidos dos Trabalhadores.

O método para atrair público será por meio de uma “vaquinha” virtual, pela qual se arrecadaria fundos para a viagem de ônibus de São Paulo até a capital do Paraná. Outros custos serão com os ingredientes para montar uma ceia no local, além de bebidas. A ação “solidária” a Lula tem como objetivo arrecadar 5 000 reais. Até o momento, recebeu 2 700 reais em doação.

""

Veja

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Notícias relacionadas

“Há uma escassez de vacinas”, diz secretário, ao revelar motivos por ser contra a compra de doses pelo setor privado

O secretário de Estado da Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, que no último dia 25.03.2021 recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19, comentou sobre a polêmica em torno…

Sem máscara, Bolsonaro é barrado em churrasquinho: “pode não”

Em uma de suas saídas pela periferia de Brasília, no último sábado (10/4), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu uma resposta inusitada, em uma barraca que vende partes de…