Por pbagora.com.br
 
 

Pesquisa divulgada recentemente colocou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a frente de Bolsonaro (sem partido) numa possível disputa em 2022. O petista aparece com 50% do potencial de voto contra 38% de Bolsonaro.

Os deputados estaduais Anísio Maia (PT e Cabo Gilberto Silva (PSL) analisaram os dados apontados. Enquanto um vê a pesquisa como um gesto do povo contra a gestão atual, o outro preferiu descredibilizar os institutos responsáveis por pesquisas eleitorais no país.

– Recebo essa pesquisa com bastante naturalidade, assim como as tantas outras que virão. Infelizmente, 99% dos institutos do Brasil ficaram sem credibilidade por conta das últimas eleições. O histórico de pesquisa no Brasil não é confiável, o que é muito ruim para o Estado Democrático de Direito.

Já o petista Anísio Maia, analisou os dados dados da pesquisa e observou que a população brasileira dá sinais que está acordando.

– Essa pesquisa mostra que o povo brasileiro está acordando principalmente agora depois que foi desmascarada toda a armação para impedir Lula de ser candidato a presidente na última eleição. O resultado é esse desastre que nós estamos vendo agora no Brasil. O país voltando ao mapa da fome, os programas sociais sendo totalmente desmantelados e o desemprego nas alturas. O povo começa a comparar, pois no governo do Lula foi justamente o contrário e quanto mais se compara, mais crescem as intenções de voto em Lula.

 

PB Agora

 
 
Notícias relacionadas

Ruy cobra urgência na liberação dos recursos da Lei Aldir Blanc

O deputado Federal Ruy Carneiro (PSDB) comemorou a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) de prorrogar o uso dos recursos da Lei Aldir Blanc que estavam retidos nas…

Romero nega ‘olho grande’ no PTB, mas espera atrair legenda para oposição em 2022

O ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, que também é o atual presidente do PSD na Paraíba, negou durante entrevista nesta terça-feira (12) uma articulação para ‘abocanhar’ o comando do…