Por pbagora.com.br

Mais uma vez este ano o Portal PB Agora, criado no dia 30 de janeiro de 2009, sai na frente levando aos milhares de leitores espalhados por toda a Paraíba e pelo mundo afora os números da segunda edição de uma pesquisa eleitoral em todo o Estado, assim como foi feito em maio, quando da primeira consulta.

Desta vez, com um dado especial: a pesquisa aponta a preferência do eleitor para eleição de governador exatamente um ano antes do dia em que os paraibanos vão escolher quem comandará os destinos da Paraíba por mais quatro anos.

É um retrato fiel do momento, que posiciona os grupos políticos e revela potencialidades e fragilidades de cada um dos candidatos.

Tudo feito pelo Instituto Opinião, entidade que tem, além endereço e registro de existência, credibilidade com a classe política paraibana.

Para tanto, analisemos os números parte a parte:


Ricardo Coutinho

Ao variar de 33% para 35% da intenção de votos de uma pesquisa para outra, o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) confirma a tese de que representa hoje o candidato com maior potencial para a disputa com o governador José Maranhão (PMDB).

Apesar de não receber o apoio oficial do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), Ricardo se mantém disputando voto a voto a preferência do eleitorado paraibano com o governador Maranhão.

Eis onde mora o segredo revelado pelos números. O prefeito está bem, mas nem de longe pode ignorar apoios. Em suma, Ricardo é bom, mas precisa.

Numa disputa palmo a palmo, é a soma que fará a diferença. E, revelando empate registrado em maio deste ano, quase sem alteração, os números da segunda pesquisa Opinião reforçam a tese de que é preciso unir as oposições, conforme bate na tecla o ex-governador desde viajou para os Estados Unidos.

O dado mais significativo para isso reside na simulação do segundo turno entre Ricardo e Maranhão. No confronto direto, Ricardo, que coloca dez pontos à frente do governador, sobe doze pontos e Maranhão apenas três. O curioso é que o acréscimo – doze pontos – é exatamente a votação que o senador Cícero Lucena (PSDB) registra num eventual primeiro turno.

Está evidente que unir as oposições não é apenas exercício de retórica. È estratégia fundamental para se assegurar sucesso contra reeleição de Maranhão.

 

José Maranhão

Já o governador José Maranhão se mantém firme e forte na disputa à reeleição. De cara, os números da segunda pesquisa Opinião revelam que nem de longe Maranhão deve pensar em abrir mão para o prefeito Veneziano Vital do Rego (PMDB). O governador, que inicia uma fase mais dinâmica no seu governo, mostra-se competitivo e extremamente ameaçador.

Ninguém abre mão de um projeto estando disputando a liderança voto a voto.

O grande desafio de Maranhão, como já dissemos, é conter a sanha de “unidade oposicionista”. Para ele, três candidatos, ou dois com Cícero ao seu favor, seria muito melhor.

Deve ainda investir ainda mais num debate na Zona da Mata, onde Ricardo Coutinho aparece com 41% da intenção de votos e o governador apenas 29,9%.

Com a máquina estadual na mão, e não se trata de cometer ilicitudes, mas de trabalho, Maranhão sabe que pode reverter vantagens em quaisquer das regiões paraibanas.

É isso que ele deve fazer começando pela “casa” do prefeito da Capital. Uma boa dose de “campinismo”, com a garantia da participação de Veneziano Vital do Rego na chapa majoritária, também ajudaria.


Cícero Lucena

Ao registrar 12% da intenção de votos, o senador Cícero Lucena (PSDB), não pode ser considerado por hipótese alguma carta fora do baralho. Muito pelo contrário. Paradoxalmente, o senador tucano passa de candidato pouco competitivo para o nome que pode decidir uma eleição.

Por isso, o receio e o cuidado que os tucanos aliados ao ex-governador Cássio devem tratar Lucena.

O senador tucano tem problemas com o índice de rejeição, que chega a 18,5%, e com a baixa votação na Zona da Mata ( Grande João Pessoa), onde deveria registrar competitividade por ter sido prefeito da Capital por duas vezes.

Mas, mesmo assim, se apresenta como peça importante para composição da vitória. De quem quer que seja.
 

Notícias relacionadas

“Terá candidato”, diz Galdino garantindo que João irá se pronunciar sobre eleição presidencial

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Adriano Galdino, afirmou, neste final de semana, que o governador João Azevêdo (Cidadania) não deve ficar em cima do muro,…

Inclusão social: João entrega ginásio do Instituto dos Cegos

O governador João Azevêdo esteve, nesta segunda-feira (17), no Instituto dos Cegos da Paraíba Adalgisa Cunha (ICPAC), em João Pessoa, ocasião em que entregou o ginásio paradesportivo José Belarmino de…