O partido ecológico Nacional, o PEN, vai passar a se chamar “Patriota”. Mas não é apenas o nome que mudou.

O comando da legenda no Estado da Paraíba também ganhará nova direção. Saem os deputados Edmilson Soares e Branco Mendes e entra Julian Lemos, consultor de segurança e homem forte de Jair Bolsonaro no Brasil.

A informação é do jornalista Clilson Júnior e foi confirmada por fonte ligada ao presidente nacional do PEN, Adilson Barroso.

Com a articulação, tanto Branco, quanto Edmilson devem procurar uma nova casa, seguindo o mesmo destino do deputado estadual Tião Gomes (sem partido), que recentemente também perdeu o comando do PSL na Paraíba.

Além da mudança de comando, mudará os rumos do partido, já que o presidente nacional do partido afirmou que a legenda tem a pretensão de lançar chapa pura para o governo da Paraíba, mas que não vai se opor a fazer coligações se houver interesse de partidos "idôneos" em compor uma coligação.

"O partido lançará candidaturas ao senador, deputado estadual, federal e até a governador da Paraíba em chapa majoritária nas próximas eleições” confidenciou Adilson.

O PEN foi fundado em 2012 pelo ex-deputado Adenilson Barroso.

A sigla mantém três deputados federais e 15 estaduais. A expectativa é que as filiações de pessoas simpáticas a Bolsonaro aplaquem eventuais defecções causadas pela mudança de perfil do partido.

“A partir de quinta, o PEN na Paraíba é de Jair Bolsonaro, prego batido e ponta virada!”, disse o colunista.



Redação

 

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

CPI do Feminicídio vai convocar secretários de João para debater os casos na Paraíba

Em entrevista à imprensa paraibana, a deputada estadual Cida Ramos (PSB), que recentemente teve seu nome envolvida na crise interna do seu partido, como sendo uma das responsáveis pela desunião…

Oposição vai pedir amanhã para Maia instalar a CPI da Lava-Jato

A oposição na Câmara dos Deputados conseguiu as assinaturas necessárias para a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades na condução da Lava-Jato. Ao todo,…