Aliados do governador Ricardo Coutinho (PSB), Branco Mendes e Edmilson Soares deverão deixar o PEN, após a destituição de Juracy Mendes, irmão do deputado Branco, da presidência do partido na Paraíba.

O novo dirigente, Julian Lemos, já afirmou que o alinhamento político à gestão estadual não se encaixa no perfil que pretende dar à legenda.

Com isso, os deputados Edmilson Soares e Branco Mendes, únicos representantes do PEN na Assembleia Legislativa, reúnem-se hoje à tarde para definir uma posição conjunta sobre o futuro políticos dos dois após o anúncio de mudanças na direção da executiva estadual do partido e de que a legenda deve ter candidatura própria para o Palácio da Redenção em 2018.

Os deputados Edmilson Soares e Branco Mendes, únicos representantes do PEN na Assembleia Legislativa, reúnem-se hoje à tarde para definir uma posição conjunta sobre o futuro políticos dos dois após o anúncio de mudanças na direção da executiva estadual do partido e de que a legenda deve ter candidatura própria para o Palácio da Redenção em 2018.

PEN, assim como PSL, deve ficar sem representação na Casa de Epitácio Pessoa após as movimentações partidás.

Vale lembrar que o PEN, quando foi criado, chegou ao auge de contar com mais de 10 parlamentares na ALPB.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

2020: deputado aliado de João defende a unificação da oposição em CG

Pré candidato a prefeito de Campina Grande, o deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB), defendeu, nesse fim de semana, a unificação da oposição para enfrentar o candidato a ser apresentado pelo…

Galdino faz apelo ao MP por mais tempo para gestores extinguir lixões

Em recente entrevista à imprensa o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) deputado Adriano Galdino (PSB), assumiu o apelo dos prefeitos do Litoral Norte do Estado, que alegando falta…