A sessão remota aconteceu no dia de ontem (27) e apreciou nessa vez as contas do ano de 2016 do município de Bananeiras com a relatoria do Conselheiro Antônio Claudio.

A reprovação aconteceu por unanimidade e teve como centro da decisão os não repasses ao Instituto Bananeirense de Previdência Municipal (IBPEM). Durante os votos, tanto o relator, bem como demais membros, destacaram que no ano de 2016, absolutamente nada foi contribuído ao IBPEM, além de o órgão previdenciário ter sido alvo de fraudes e corrupção. Esses foram as principais razões da decisão.

O prefeito de Bananeiras Douglas Lucena agora conta com duas reprovações na corte de contas referentes aos anos de 2016 e 2017.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy defende trabalho dos educadores físicos e abertura das academias

A retomada das atividades das academias de ginástica, que têm relação direta com a saúde das pessoas deve acontecer imediatamente. Foi o que defendeu Ruy Carneiro durante reunião virtual com…

Efraim aprova socorro às micro e pequenas empresas na Câmara

Objetivo da MP 975, de relatoria do deputado Efraim Filho, é conceder crédito rápido e barato a pequenas e médias empresas afetadas pela crise da Covid-19 Aprovada na Câmara dos…