Em entrevista a imprensa nesta semana o deputado federal e presidente estadual do PSDB, Pedro Cunha Lima, comentou que diferente da condução feita pelo prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV) que não está escutando os aliados para a escolha do candidato a disputa pela PMJP, o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSD) estaria mais aberto ao diálogo no processo de escolha pela PMCG.

“Em Campina existe um debate onde se admite possibilidades e o próprio Romero não coloca como imposição que seja candidato do PSD. Tudo isso faz com que a gente participe de todo esse processo e lá na frente haverá um nome, creio eu, que preservando a unidade, seja de Tovar, seja de Bruno ou o meu nome que também está à disposição. O mais importante é que a discussão seja com foco na cidade e não em partidos ou em pessoas”, afirmou Pedro.

O tucano acredita que Bruno Cunha Lima e Tovar Cunha Lima, haverão de se entender na disputa pela PMCG. “Não existe racha na composição de quem compõe a gestão do prefeito Romero Rodrigues. Romero ainda não colocou qual o nome que vai apoiar e o que deve ser o que todos nós iremos apoiar. Mas não existe racha em Campina”, disse.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Combate ao coronavírus: emenda de Wilson garante 65 ventiladores e PB conta agora com 580

O deputado Wilson Filho (PTB) destinou R$ 7,8 milhões em recursos para a compra de 65 ventiladores pulmonares, 175 camas para leitos e um tomógrafo que serão usados para reforçar…

Clima tenso: Ludgério insinua insatisfação com ingresso de Bruno Cunha Lima no PSD

Presidente municipal do PSD em Campina e vice-presidente estadual da sigla o deputado estadual Manoel Ludgério (PSD) que também se coloca como pré-candidato a prefeito da cidade, parece que levou…