Por pbagora.com.br

Sem legitimidade. È assim que o prefeito de Bayeux, Berg Lima (Podemos), analisa a tentativa de cassação de seu mandato por parte da Câmara Municipal da cidade. Segundo o gestor, as denúncias que o parlamento usa como justificativa são infundadas e por isso confia que a maioria dos vereadores entenderá pela rejeição do pedido para afastá-lo do cargo.

 A sessão com a votação do relatório da Comissão Processante está marcada para amanhã, quinta-feira (3), mas o novo presidente da Câmara, Jefferson Kita (PSB), trabalha para adiar a sessão.

Nós não temos ainda confirmação se haverá ou não essa sessão. Mas a nossa defesa está com a expectativa boa, positiva, sabendo que as denúncias são infundadas e não têm legitimidade.”, arrematou.

 

PB Agora

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Notícias relacionadas

Opinião: deputados negacionistas não contribuem com Cícero e Azevêdo

O ser humano é quase um “objeto”. Objeto complexo que pensa saber pensar. Contudo, nada sabe, ou sabe muito pouco. Existe a bondade, mas as atitudes atrozes que plantou, germinou…